Forças de segurança integram projeto para reduzir violência na Estrutural

Iniciativa prevê diversas ações integrada a outros órgãos do governo na redução da criminalidade em regiões de vulnerabilidade social

atualizado 22/06/2021 8:28

PMDFSSP-DF/Divulgação

Para ajudar a reduzir a violência em regiões administrativas do Distrito Federal, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP) lança, nesta terça-feira (22/6), o projeto batizado de Área Prioritária de Segurança (ASP). O lançamento será realizado às 14h, na Praça da Juventude, em frente à Administração Regional da Cidade Estrutural.

A definição do local da ASP é feita a partir de elementos como: integrar microrregião – ou seja, locais com pequena extensão territorial, apresentar indicadores criminais altos em relação à média do DF e integrar regiões com menores dados populacionais.

Com isso, é feito um mapeamento detalhado de vulnerabilidades sociais, de desordens, como falta de iluminação, carcaças de veículos abandonados e mato alto, além, é claro, da radiografia da criminalidade. São realizados, também, em conjunto com as forças de segurança, uma reavaliação das rotinas de emprego operacional, bem como da estrutura e do funcionamento de delegacias e batalhões.

A secretaria explica que, feito o diagnóstico, é elaborado um plano de ação integrada com a participação de diversos órgãos do governo, como Casa Civil, administração regional, secretarias de Obras e da Mulher, CEB, DF Legal e as forças de segurança pública.

A ASP também prevê ações de prevenção à violência, com atividades culturais voltadas para diferentes públicos, como cursos, palestras, serviços de carteiras de identidade e de trabalho, atendimentos jurídico e psicossocial e serviços relacionados à veículos e habilitação.

0

Além da redução de crimes, durante o período de atuação – que poderá ser estendido a partir da avaliação da equipe técnica da SSP – serão realizadas ações de gestão com outros órgãos do governo.

“Conseguimos verificar, na local, os elementos necessários para aplicação do projeto. Apesar das reduções ocorridas no DF em 2020, a Estrutural necessita de atenção diferenciada do setor público, o que acaba exigindo atuação focada nos detalhes e características da região. Buscamos, com isso, a melhora imediata na rotina e na vida da população, com o aumento da segurança e o acesso aos serviços públicos”, explica o secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo.

Para a administradora regional do SCIA/Estrutural, Vânia Gurgel, a ASP trará mais segurança e organização para a cidade: “Somos uma região com alto índice de vulnerabilidade e carecemos de uma atenção especial. Receber a Secretária de Segurança Pública e demais órgãos é um privilégio e essencial para o desenvolvimento da nossa cidade. Em nome dos moradores, só temos que agradecer a todos os envolvidos”.

Transferência da 8ª DP para Estrutural

No começo do mês, a sede da 8ª Delegacia de Polícia, que funcionava no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA), passou a funcionar na Estrutural. A nova base é uma reivindicação da população e estava contemplada no plano de ação da ASP. “Esta readequação foi possível com empenho e dedicação do governador Ibaneis Rocha, que não tem poupado esforços e dado apoio à Segurança Pública como um todo. Desta forma, será possível, prestar um serviço cada vez mais qualidade à população local”, completa o secretário.

Entre as mudanças feitas na delegacia para prestar um serviço de qualidade à população, estão a criação de balcão de atendimento, área para contenção de presos e ambientes para abrigar diversas seções da DP; instalação de aparelhos de ar condicionado; mudança de identidade visual e readequação do layout.

Mais lidas
Últimas notícias