Flona de Brasília passa a ter cadeiras de rodas adaptadas para trilhas

Ação do Ministério do Meio Ambiente visa incentivar a prática da modalidade por pessoas com deficiência e mobilidade reduzida

atualizado 27/01/2021 22:47

Divulgação/ICMBio

As trilhas de ecoturismo da Floresta Nacional de Brasília (Flona) vão ganhar, a partir da próxima semana, o primeiro lote de cadeiras de rodas adaptadas para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida possam fazer os percursos do local. A iniciativa é do Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio do programa Parque+, conforme apurou o Metrópoles.

As unidades são do modelo Julietti Standard e podem ser utilizadas por uma pessoa de até 90kg. Elas são feitas em aço-carbono, possuem pintura eletrostática e sistema de amortecimento. Ainda há cinto de segurança com fivela, apoios para cabeça e pés, além de freio estacionário.

Além de Brasília, as cadeiras serão entregues a outros 20 parques nacionais do Brasil, em estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerias, Bahia, Ceará e Rio Grande do Sul.

A ideia é incentivar, entre pessoas com necessidades especiais ou mobilidade reduzida, a prática de esportes e atividades na natureza. Os equipamentos podem ser usados, ainda, para resgate em caso de acidentes em pontos de difícil acesso.

A iniciativa ocorre em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao MMA.

Últimas notícias