Faltam remédios para tratamento de glaucoma e depressão na Saúde do DF

Medicamentos são fundamentais para operações nos olhos e cuidados de pacientes com transtornos mentais e sofrimento psíquico

atualizado 04/09/2020 22:56

Hmib Igo Estrela/Especial para Metrópoles

Medicamentos necessários aos tratamentos de glaucoma e transtornos mentais estão em falta na Secretaria de Saúde do Distrito Federal. O Metrópoles teve acesso a documentos da pasta que revelam a preocupação de gestores com a escassez dos insumos.

Segundo memorando interno, o Hospital Materno Infantil de Brasília (foto em destaque) não tem nos estoques os  colírios Tropicamida e Ciclopentalo. A Farmácia Central também não conta com reservas dos medicamentos.

Segundo servidores do Hmib, os colírios são imprescindíveis para a realização de exame oftalmológico em crianças. Também são fundamentais no rastreio, acompanhamento e tratamento de retinopatia da prematuridade.

Ambos são necessários para procedimentos cirúrgicos de catarata, glaucoma, além de tratamento com laser, exames de retina e atendimento no pronto-socorro.

Depressão

Documentos também alertam para o risco de desabastecimento completo de Fluoxetina 20mg, medicamento usado para tratamento de depressão, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e tensão pré-menstrual (TPM).

Segundo os registros, o medicamento foi adquirido, mas as entregas estão atrasadas. A previsão de chegada é 7 de setembro, feriado nacional da Independência. De acordo com os servidores, o remédio deve estar disponível ininterruptamente a todos os pacientes.

Os estoques disponíveis estão baixos e há risco de desassistência, caso não haja a regularização célere dos estoques públicos.

Outro lado

Segundo a Secretaria de Saúde, a compra dos colírios Tropicamida e Ciclopentalo foi providenciada. No momento, o processo já está homologado em pregão, cuja fase atual é assinatura de ata.

Pelas contas a pasta, entre janeiro e julho de 2020, foram realizados 21 procedimentos cirúrgicos para tratamento de glaucoma. Em função da pandemia da Covid-19, cirurgias eletivas foram suspensas.

“Vale ressaltar que o objetivo das suspensões de cirurgias eletivas é concentrar os esforços nos atendimentos de urgência e emergência em toda a rede pública de saúde no âmbito do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus“, argumentou a pasta.

Por outro lado, a secretaria nega problemas com o medicamento para tratamento de transtornos mentais. A garantiu que os estoques de Fluoxetina 20mg  estão abastecidos normalmente.

Mais lidas
Últimas notícias