Espuma à beira do Lago Paranoá chama atenção de frequentadores

Segundo o Ibram, o fenômeno é resultado de um processo natural. Material, de tom levemente amarelado, não tem cheiro

Andre Borges/Especial para o MetrópolesAndre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 20/11/2019 11:39

Os frequentadores de um trecho da orla do Lago Paranoá notaram um fenômeno estranho, desde a segunda-feira (18/11/2019). Na Península dos Ministros, altura da QL 12 do Lago Sul, uma espuma se formou na beira do espelho d’água.

O material tem um tom amarelado bem claro. Entretanto, não exala nenhum cheiro estranho.

Veja fotos do local:

De acordo com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), uma equipe técnica esteve no local, na manhã dessa terça-feira (19/11/2019), para verificar a espuma. “Pela análise, foi constatado resultado de um processo natural”, afirmou o órgão, por nota.

O Metrópoles enviou demanda para a Agência Reguladora de Águas do DF (Adasa) para saber mais sobre o material. Até a publicação desta reportagem, a resposta ainda não havia chegado.

Confira vídeo do fenômeno:

Em 2012, um fenômeno parecido ocorreu no Lago Paranoá, mas em quantidade muito maior. À época, a razão era um produto não tóxico lançado pela própria Caesb para limpeza do esgoto. Ao trocar um reator, os técnicos tiveram que despejar mais do item.

Últimas notícias