Óleo escorre para o Lago Paranoá durante abastecimento de embarcação

O caso ocorreu no fim de semana e, segundo o Instituto Brasília Ambiental, a mancha já havia desaparecido

atualizado 23/10/2018 19:25

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Um vazamento de óleo no Lago Paranoá, de sábado (20/10) para domingo (21), causou uma mancha no espelho d’água. Segundo o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), o problema ocorreu durante o processo de abastecimento de uma embarcação.

O Corpo de Bombeiros e os fiscais do Ibram detectaram o vazamento na manhã de domingo, entre as pontes Honestino Guimarães e Costa e Silva. Por sorte, as condições do tempo ajudaram, e nem a mancha nem a espuma que se formaram na superfície se espalharam. Durante todo o domingo, quando choveu bastante, os ventos sopraram no sentido da margem, e o óleo ficou contido.

O Ibram informa que foram usadas mantas, boias, entre outros equipamentos, para conter o óleo. De acordo com o órgão ambiental, a área foi vistoriada na tarde desta terça-feira (23), com drones e inspeção da superfície da água, e já não existe mais nenhuma mancha.

A área contaminada seria apenas no entorno do posto onde foi feito o abastecimento. “A fauna e flora aquática estão sendo monitoradas, bem como a qualidade da água na área, e ainda hoje fiscais do Ibram e agentes da Delegacia de Meio Ambiente [Dema] iniciam processo de responsabilização ambiental dos culpados”, destacou o Ibram.

A Dema fez a perícia na embarcação e, após a compilação de todos os dados e avaliados os eventuais impactos, serão feitas as devidas autuações administrativas e abertura de inquérito.

Últimas notícias