Escola do Sudoeste suspende aulas presenciais após caso suspeito da Covid-19

Atividades de duas turmas do 3º ano vespertino foram interrompidas neste sexta-feira (20/11), até a confirmação ou não dos exames

atualizado 20/11/2020 14:47

Escola CandanguinhoDivulgação

A escola Pueri Bilíngue Candanguinho suspendeu as aulas presenciais de duas turmas do 3º ano vespertino do ensino fundamental após uma suspeita de infecção por Covid-19. As atividades na instituição localizada no Sudoeste foram interrompidas nesta sexta-feira (20/11).

De acordo com a nota, se o diagnóstico for confirmado, as turmas permanecerão com as aulas remotas até 3 de dezembro. No entanto, caso o teste seja negativo para o novo coronavírus, as atividades presenciais serão retomadas. A escola, contudo, não informou se a suspeita de infecção ocorreu com um professor ou um aluno da unidade.

Confira, a seguir, a nota da escola:

Nota

O Metrópoles procurou a escola para comentar o caso, mas aguardava retorno até a última atualização deste texto. O espaço permanece aberto.

Casos de Covid-19 em escolas privadas

Em outubro, o Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinproep) testou, de forma gratuita, mais de 4 mil professores entre os dias 22 e 31. Os exames do novo coronavírus foram feitos na sede da entidade e indicaram 232 exames positivos entre os participantes.

Os testes aplicados foram de anticorpos Imunoglobulina G (IgG) e Imunoglobulina M (IgM) IgG e IgM, que detectam, por meio do sangue, se a pessoa esteve exposta ao vírus, verificando se ele está ativo ou não.

Foram testados positivos 189 professores para IgG, que têm anticorpos da doença. Para IgG e IgM, foram 24. Já IgM, que é quando a pessoa ainda transmite o vírus, foram 19.

Últimas notícias