Pastor é preso por manter pacientes de clínica em cárcere privado

Uma das vítimas relatou que era constantemente ameaçada e dopada para que não fugisse do local, em Valparaíso (GO)

atualizado 25/02/2021 15:16

clinica

A 1ª Delegacia de Polícia de Valparaíso de Goiás (GO) deflagrou, nesta quinta-feira (25/2), uma operação para apurar irregularidades em clínicas terapêuticas de recuperação de usuários de drogas. A ação também contou com apoio do Ministério Público e da Vigilância Sanitária.

Durante as diligências, além das irregularidades administrativas que culminaram no fechamento do estabelecimento, ficou constatado que a clínica impedia os internos de sair. As principais vítimas afirmaram que sofriam violência psicológica e ameaças.

Os envolvidos prestaram depoimento na delegacia. Uma das vítimas relatou que era constantemente ameaçada e dopada para que não deixasse o local. Outra informou que não autorizou a própria permanência na clínica investigada.

0

Responsável pelo estabelecimento irregular, o pastor não apresentou nenhum documento que comprovasse ter preenchido os requisitos legais para internar pacientes. O homem tem ocorrência por crime similar, também referente ao fechamento de outra comunidade terapêutica.

As investigações comprovaram o crime de cárcere privado, na modalidade internação fraudulenta, razão pela qual foi lavrada a prisão em flagrante do pastor, responsável pela fundação e manutenção da clínica terapêutica.

Últimas notícias