Entidades são eleitas para compor Conselho dos Direitos da Mulher no DF

Foi a primeira vez que os cargos do colegiado foram decididos por votação

atualizado 07/11/2020 0:02

mãoReprodução

Os nomes das 12 entidades da sociedade civil que farão parte do Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal (CDM) foram publicados no Diário Oficial do DF (DODF) desta sexta-feira (6/11). Elas foram selecionadas entre 40 concorrentes. Essa é a primeira vez que cargos do conselho foram decididos por votação.

Foram eleitas as seguintes entidades:

  1. Associação das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ-DF)
  2. Associação Cidadã por Terra, Moradia e Trabalho (Acotato)
  3. Central Única dos Trabalhadores (CUT)
  4. Marcha Mundial das Mulheres
  5. Coletivo de Mulheres com Deficiência do Distrito Federal
  6. União Brasileira das Mulheres (UBM)
  7. Fórum de Mulheres do Mercosul Seção-DF
  8. Associação das Mulheres de Sobradinho II
  9. Ordem dos Advogados de Brasília Seccional do Distrito Federal (OAB-DF)
  10. Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil (CMCBR Nacional)
  11. Centro de Projetos e Assistência Integral (Cepai)
  12. Mulheres em Segurança

“Essa eleição foi resultado de um processo democrático e de construção coletiva, que vai dar às mulheres o nível de participação que elas merecem na construção de ações e políticas pelos seus direitos”, afirma a secretária da Mulher do DF, Ericka Filippelli.

Para a primeira-secretária do CDM-DF, Michelle Abrantes, a primeira eleição do CDM traduziu o desejo da sociedade civil brasiliense de participar efetivamente da formulação e da fiscalização das políticas públicas do governo direcionadas às mulheres.

Posse em dezembro

Agora, as entidades civis eleitas devem encaminhar à Casa Civil as documentações e a indicação do nome da conselheira que vai atuar no CDM como representante da instituição. A cerimônia de posse das indicadas está prevista para o início de dezembro, quando também devem ser discutidos as próximas ações do colegiado.

As instituições não eleitas, mas que atuam no âmbito de defesa e promoção das mulheres, podem participar das reuniões do CDM como ouvintes. E com a possibilidade de momentos de fala, durante as quais podem também apresentar suas contribuições referentes ao tema.

O Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal é um órgão consultivo e deliberativo, que tem a finalidade de formular e propor diretrizes ao governo do DF no combate à violência e à discriminação contra a mulher.

O conselho é composto por 25 integrantes titulares e 10 suplentes. Dessas, 12 são representantes do Poder Público do DF, designadas por secretários e máximos gestores de órgãos do governo, da administração direta e indireta. As outras 12 são representantes de entidades da sociedade civil que foram escolhidas por meio da eleição. (Com informações da Secretaria da Mulher)

Últimas notícias