Enterro de Lázaro será fechado para familiares, diz advogado

O corpo já está liberado pelo IML de Goiânia (GO), mas é necessário que um parente de primeiro grau faça a retirada

atualizado 30/06/2021 13:16

Lázaro BarbosaReprodução

Morto durante troca de tiros com forças policiais de Goiás na última segunda-feira (28/6), em Águas Lindas (GO), no Entorno do Distrito Federal, Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, será sepultado em cerimônia fechada, restrita aos familiares. O local e o horário do sepultamento não foram divulgados.

A informação é do advogado Wesley Lacerda, que presta apoio aos parentes do suspeito de matar uma família no Distrito Federal e balear outras cinco pessoas numa série de assaltos, em chácaras na capital do país e em Goiás.

“A família optou por fazer uma cerimônia fechada somente para os parentes. O local do sepultamento e a data não serão divulgados, por questão de segurança e privacidade dos familiares”, esclarece Lacerda.

Na manhã desta quarta-feira (30/6), o corpo já havia sido liberado pelo Instituto Médico-Legal (IML) de Goiânia (GO). É necessário, no entanto, que um parente de primeiro grau faça a retirada.

0

“Como foi dito por mim, eu prestaria apoio à família neste último momento, por uma questão de caridade e humanidade, pois os familiares são muito carentes e de baixa instrução”, revela o advogado. “Meu apoio ficou restrito a buscar informações junto ao IML sobre a liberação do corpo, bem como a passar as informações corretas, e de forma clara, para os familiares – o que foi feito”, ressalta.

Morto com 39 tiros

Laudo preliminar feito pelo IML de Goiânia mostra que Lázaro Barbosa de Sousa morreu ao ser atingido por 39 disparos de pistolas da marca Sig Sauer calibre 9mm e Taurus. Um dos militares goianos envolvidos na ocorrência portava um fuzil Bushmaster.

Na tarde de segunda-feira (28/6), a Secretaria de Saúde de Águas Lindas havia divulgado que teriam sido disparados 38 tiros no corpo do maníaco, de um total de 125 projéteis de munição. Cercado por cinco integrantes da Polícia Militar de Goiás (PMGO), o psicopata resistiu e chegou a descarregar duas armas contra a guarnição, que revidou.

O confronto ocorreu em uma mata nas imediações da casa da ex-mulher e ex-sogra, em Águas Lindas, no Entorno do DF. Lázaro chegou a ser levado por uma viatura do Corpo de Bombeiros ao hospital municipal, mas teve o óbito confirmado pela equipe médica.

Aplausos

Os policiais que participaram, durante 20 dias, da caçada ao criminoso foram aplaudidos na base da força-tarefa. As pessoas ainda soltaram fogos em comemoração ao término das buscas ao foragido.

“Estamos felizes demais. Foram 20 dias de angústia. Sem dormir. Preocupados. Eles são guerreiros. Merecem todo o nosso apoio pela dedicação. Agora é hora de comemorar”, disse Larissa Alves, 34, moradora da região.

“Gostaríamos de que ele fosse pego vivo. Ele precisava esclarecer os outros crimes. De qualquer forma, estamos aliviados. Esperávamos que fosse capturado o mais rapidamente possível. Estávamos acuados. Agora teve desfecho”, Cristiane Soares, 39, comerciante da região.

Confira imagens da movimentação em Águas Lindas de Goiás após a captura de Lázaro:

0

 

Lázaro é suspeito de matar Cláudio Vidal de Oliveira, 48, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43, esposa de Cláudio e mãe das outras vítimas. O crime ocorreu na madrugada de 9 de junho, no Incra 9, em Ceilândia.

O corpo de Cleonice foi encontrado três dias depois, em um matagal. O cadáver estava sem roupa e com um corte nas nádegas, em uma zona de mata perto da BR-070.

Veja fotos das operações em Goiás:

0

Mais lidas
Últimas notícias