Entenda por que o Dia do Agricultor levou nome do maníaco Lázaro ao trending topics no Twitter

Foto de homem carregando uma espingarda foi comparada ao maníaco morto pela polícia de Goiás há um mês

atualizado 28/07/2021 18:15

Reprodução/Secom

A postagem da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) de um homem carregando uma espingarda em alusão ao Dia do Agricultor tornou o nome do maníaco Lázaro Barbosa, morto pela polícia de Goiás há um mês, um dos principais assuntos no Twitter brasileiro nesta quarta-feira (28/7). Muitos usuários da rede social apontaram que esta poderia ser a silhueta do assassino.

Até o fim da tarde desta quarta, eram mais de 8 mil tweets que mencionavam Lázaro. Enquanto muitos perfis reclamavam do uso do que foi chamado de “jagunço”, por portar uma arma, ao invés de um agricultor com algum instrumento de trabalho, outros apenas repercutiram a volta do nome do serial killer aos holofotes.

Confira alguns dos tweets

 

 


Repercussão fez com que Secom apagasse tweet

Após repercussão negativa nas redes sociais, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) apagou a postagem.

A imagem fazia referência à extensão da posse de armas em toda a propriedade rural. “O @Govbr também conseguiu reduzir a invasão de terras e está melhorando a infraestrutura das estradas, o que reduz os custos de transporte dos alimentos. Além disso, o Presidente @jairbolsonaro estendeu a posse de arma do proprietário rural a toda a sua propriedade”, dizia o texto.

A publicação foi feita nos perfis da Secom no Twitter, no Facebook e no Instagram às 9h desta quarta. Às 14h30, o post não estava mais disponível.

O post repetia declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre os trabalhadores rurais não pararem durante a pandemia. Bolsonaro costuma usar o homem do campo para criticar governadores e prefeitos por decretar medidas de restrição de circulação, adotadas em momentos mais agudos para conter a disseminação do coronavírus.

Veja a publicação apagada:

0

 

Assim que foi feita, a publicação provocou várias reações negativas nas redes sociais. Os internautas questionaram a pertinência da fotografia.

A referência da foto, inclusive, é de um caçador. Uma pesquisa em um banco de imagens mostra que a gravura escolhida pela Secom, na realidade, é da silhueta de um caçador levando uma espingarda ao ombro. A foto seria de autoria do fotógrafo Hugo Prinsloo, da África do Sul.

No lugar da publicação apagada, a Secretaria de Comunicação divulgou números relacionados à agricultura no país, com valores destinados ao Plano Safra e títulos de terra emitidos.

Veja a nova publicação:

Últimas notícias