Em 48h, três roubos e uma morte ocorreram no centro de Brasília

Entre os casos mais graves, o de uma travesti assassinada a facadas na Asa Norte. Crime ocorreu na madrugada de sexta

Reprodução/VídeoReprodução/Vídeo

atualizado 18/01/2020 22:12

A polícia registrou pelo menos quatro casos de violência em dois dias, entre a noite de quinta-feira (16/01/2020) e o início da noite deste sábado (18/01/2020), no centro da capital. Teve morte, roubos e tentativa de assalto.

Asa Norte

A transexual Ana Clara Lima, ou Júlia, 36 anos, morreu após ser esfaqueada, na Asa Norte, na madrugada de sexta-feira (17/01/2020). Ela perdeu a vida a caminho do hospital.

A Polícia Civil do DF (PCDF), por meio da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), prendeu o suspeito de cometer o crime. O homem de 51 anos, conhecido como “Coruja”, foi detido em Águas Lindas (GO) neste sábado (18/01/2020).

Mulher assaltada

Também na manhã deste sábado, uma mulher de 37 anos foi agredida e roubada na 103 Sul. À polícia, ela contou que, por volta das 6h30, dois homens a abordaram enquanto ela caminhava no gramado da quadra.

Um dos criminosos deu um tapa no rosto da vítima e golpe no pescoço conhecido como “gravata”. O outro estava com um facão e, puxando o cabelo da mulher, revistou os bolsos dela e a obrigou a entregar os pertences.

A dupla fugiu rumo à L2 Sul e a mulher seguiu para o Instituto de Medicina Legal (IML) para exame de corpo de delito. A 5ª DP (área central) investiga o crime.

Setor Bancário Sul

Um jovem de 21 anos foi esfaqueado no Setor Bancário Sul na madrugada deste sábado. Por volta das 3h, Gabriel Luiz dos Santos acabou atingido por uma faca na perna direita após reagir a uma tentativa de assalto na saída de um bar.

Os bandidos também agrediram o irmão dele. O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) levou Santos ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) consciente e estável.

Na noite de quinta-feira (16/01/2020), um casal de turistas estrangeiros foi agredido durante roubo no Setor Bancário Sul.

A peruana de 24 anos e o mexicano de 22 informaram à polícia que estavam nas proximidades de um bar quando foram abordados por dois suspeitos. Um deles estava com arma de fogo. Outro portava uma faca.

Os homens subtraíram um celular, documentos, cartões de créditos e R$ 600. A mulher foi agredida e o homem, que recebeu golpes e coronhadas na cabeça, passou por atendimento no Hospital de Base do DF (HBDF).