*
 

O candidato ao GDF Ibaneis Rocha (MDB) entrou com representação no Ministério Público Eleitoral (MPE-DF) contra o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), que disputa a reeleição. O emedebista acusa o rival de abuso de poder político.

No documento encaminhado ao procurador-regional eleitoral, José Jairo Gomes, o advogado de Ibaneis e da coligação Pra Fazer a Diferença, Bruno Rangel, argumenta que, “durante o primeiro turno, diversos servidores comissionados vinham relatando coação para participar de eventos de campanha”.

“Ocorre que, havendo centenas de candidatos, era difícil a tarefa de investigar quais campanhas vinham se aproveitando abusivamente da instabilidade e da boa-fé dos servidores comissionados. Contudo, no segundo turno, tornou-se possível identificar, à luz do dia, a ocorrência de abuso do poder político pelo candidato Rodrigo Rollemberg”, afirma trecho da peça.

Ainda de acordo com a representação, em todas as secretarias do GDF e nas administrações regionais, “a ordem para servidores comissionados é fazer campanha para Rodrigo Rollemberg, sob pena de exoneração”.

A documentação traz prints de conversas de WhatsApp nas quais seria possível confirmar a coação aos comissionados.

Confira:

Para Rangel, “a coação ocorrida no grupo institucional, com nítida ameaça de exoneração de comissionados e desligamento de estagiários, deixa evidente que muitos dos servidores e estagiários que se vê pelas ruas agitando bandeiras, com carros adesivados, gravando vídeos em apoio ao candidato Rollemberg ou que estão participando das reuniões políticas, não o fazem livremente, mas mediante ameaça de perderem seus cargos”.

Procurada para comentar a acusação, a equipe de campanha de Rollemberg disse que não iria se “pronunciar antes da citação nos autos do processo”.

Veja a representação:

Representação – Coação a Comissionados Do GDF by Metropoles on Scribd