Confiança de empresários do DF cai pelo 4º mês, diz pesquisa

Índice teve redução de 10,8 pontos desde o início de 2019. A queda dos que administram indústrias na capital do país se deve a um movimento nacional, relacionada às mudanças políticas no Brasil

Paulo Fridman/Bloomberg NewsPaulo Fridman/Bloomberg News

atualizado 07/06/2019 10:00

O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Distrito Federal (Icei-DF) teve queda de 10,8 pontos desde o início de 2019. Em maio, a pontuação foi de 53,9, caindo pelo quarto mês consecutivo. Isso representa uma redução de 5,8 pontos em relação ao mês anterior. Apesar de ter declinado, o índice ainda é considerado positivo, visto que está acima dos 50 pontos. As informações são da Federação das Indústrias do DF (Fibra), do Instituto Evaldo Lodi e da Confederação Nacional da Indústria.

A queda no resultado foi motivada pela avaliação negativa dos empresários para os meses de junho a novembro. Em maio, o índice que avalia as expectativas dos industriais marcou 57,1 pontos, oito a menos que em abril.

Além disso, o indicador que mede as percepções atuais dos industriais sobre o mercado indicou 47,5 pontos, ficando abaixo dos 50 pela segunda vez consecutiva. No mês de abril, a pontuação foi de 48,9.

De acordo a Fibra, a queda de confiança é um movimento nacional, relacionado às mudanças políticas no país. Os índices foram mais altos no início do ano, devido à espera de melhorias com o novo governo e com as reformas.

A expectativa por um cenário positivo em 2019 influenciou nos dados de novembro do ano passado, quando o indicador alcançou 65,3 pontos, elevando-se em 10,2 pontos na comparação com o mês anterior, quando registrou 55,1 pontos. Foi o maior crescimento de um mês para o outro neste ano e foi o segundo maior desempenho da série histórica, iniciada em 2010. (Com informações da Federação das Indústrias do DF).

 

 

Últimas notícias