Comércio deve abrir até 3 mil vagas temporárias no DF

Segundo a Fecomércio, 92,2% dos empresários disseram que pretendem efetivar funcionários após as festas de fim de ano

atualizado 02/10/2019 14:42

Divulgação

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) espera que as contratações temporárias de fim de ano gerem 3 mil vagas na capital neste fim de ano. A quantidade é maior que a de 2018, quando a expectativa era de 2,9 mil novas vagas.

De acordo com o estudo da federação, pelo menos 22,6% dos empresários vão contratar funcionários para reforçar o quadro para o Natal. A maioria deve ocorrer em novembro, que concentra 51,5% das contratações. Em 2018, a intenção era de 21,4%.

A pesquisa aborda ainda a possibilidade de efetivação dos profissionais temporários: 92,2% dos empresários disseram que pretendem contratar definitivamente após as festas de fim de ano. A Fecomércio-DF estima que 20% dos profissionais temporários são efetivados.

Entre empresários que não pretendem efetivar os temporários estão os donos de livraria e papelaria, loja de brinquedos, material esportivo, óticas, eletroeletrônico e joalherias.

Perfil do profissional

Os principais critérios indicados pela Fecomércio-DF para que um profissional seja selecionado para a vaga temporária são experiências anteriores, comportamento proativo e escolaridade compatível com o cargo.

Já entre as principais características que o candidato deve demonstrar estão cordialidade e respeito, que aparecem na resposta de 9,67% dos entrevistados. Organização e higienização do ambiente aparece em segundo lugar, com 9,47%. Pontualidade é essencial para 9,48% dos empresários entrevistados.

Balcão de empregos

Nesta quarta-feira (02/10/2019), o Sindicato do Comércio Varejista do Distrito Federal (Sindivarejista) abriu as inscrições para trabalhadores temporários de fim de ano, por meio do Balcão de Empregos.

O cadastro deve ser feito no site da entidade. É preciso inserir dados pessoais, telefones e outros meios de contato, experiências profissionais, área de interesse e uma foto. O contato é feito assim que uma vaga surge com o perfil do candidato.

O Sindivarejista estima que, este ano, sejam abertas 2,1 mil vagas temporárias. No mesmo período do ano passado, foram contratados 1,9 mil funcionários temporários, segundo a entidade. Os comerciantes consideram ainda que as vendas de dezembro devem crescer 4% contra 3% do Natal de 2018.

Dicas para efetivação

O diretor de Relações Governamentais da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Bruno Goytisolo, afirma que a chance de efetivação é maior para aqueles profissionais que apresentam um bom desempenho no trabalho.

Goytisolo recomenda ainda que o comerciário tenha foco no cliente, com uma boa postura e buscando sempre atender as expectativas de quem está sendo atendido. “O empenho é fundamental”, aponta. Para o especialista, o candidato não deve considerar a chance como algo apenas temporário, mas sim como uma oportunidade de se enquadrar novamente no mercado de trabalho.

Últimas notícias