Duto de gasolina que abastece o DF é perfurado por criminosos

Segundo o presidente do sindicato dos donos de postos, reparos devem ser concluídos na quarta (16/1). Abastecimento não deve ser afetado

atualizado 15/01/2019 18:48

Daniel Ferreira/Metrópoles

Bandidos furaram um duto de gasolina que abastece os postos de combustíveis da Shell, com o objetivo de furtar o derivado do petróleo. O rompimento na tubulação foi registrado no município de Araras (SP) e ocorreu no oleoduto que liga a refinaria de Paulínia (SP) ao terminal de Brasília. O caso foi confirmado pela empresa e pela Transpetro nesta segunda-feira (14/1) e o conserto deve durar até quarta (16).

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do DF (Sindicombustíveis), Paulo Tavares, disse ao Metrópoles que, apesar de o rompimento ter ocorrido em um encanamento destinado à Shell, o caso deve afetar todas as outras distribuidoras, pois os dutos chegam à mesma base, localizada no Setor de Inflamáveis, às margens da Via Estrutural.

Segundo Tavares, a central tem capacidade de armazenamento para abastecer toda a região por três ou quatro dias, e a previsão é de que o conserto seja feito antes de um eventual desabastecimento. Ainda conforme o presidente do sindicato, quando há escassez, postos sem uma bandeira (como Petrobras, Ipiranga ou Shell) são os primeiros afetados, pois ficam preteridos na lista de prioridades.

Por meio de nota, a Transpetro informou que o oleoduto teve a operação interrompida temporariamente devido a um furto de combustível ocorrido no último sábado (12). Segundo a empresa, não há risco de desabastecimento e a previsão é de que o duto volte a operar normalmente nos próximos dias.

Últimas notícias