Distrito Federal registra a sétima morte por coronavírus

Vítima é um homem de 67 anos, que estava internado em hospital particular na Asa Norte

atualizado 04/04/2020 0:18

O Distrito Federal registrou, na noite desta sexta-feira (03/04), a sétima morte causada pelo coronavírus na capital. Trata-se de paciente que estava internado no Hospital Santa Lúcia da Asa Norte.

A informação foi confirmada à reportagem pela assessoria da unidade hospitalar. O Metrópoles apurou que se trata de um homem de 67 anos.

É a segunda morte na capital em menos de cinco horas. Mais cedo, uma moradora do Lago Sul de 61 anos não resistiu a complicações da doença.

Maria Alice dos Reis Mota estava internada no Hospital Alvorada desde 29 de março. Ela tinha epilepsia, além de outras doenças crônicas.

Boletim da Secretaria de Saúde, divulgado na noite desta sexta, informa que o DF tem 422 casos confirmados da doença.

Outras mortes

Na quinta (02/04), o sargento da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Romildo Pereira, 50 anos, morreu em decorrência da contaminação pelo novo coronavírus. Trata-se da quinta morte provocada pela Covid-19 na capital do país.

A quarta morte causada pelo novo coronavírus na cidade, na quarta-feira (01/04), foi a de José de Souza Sobrinho, de 82 anos. Ele era morador do Guará e tinha hipertensão arterial e insuficiência renal crônica como doenças preexistentes.

O paciente estava internado no Hospital Santa Luzia desde o dia 24 de março.

Um homem de 73 anos se tornou a terceira vítima da doença na capital do país. Ele se encontrava internado no Hospital Santa Lúcia, na Asa Sul, desde 23 de março.

A confirmação de que ele estava infectado pela Covid-19 veio na última terça-feira (31/03). O homem também apresentava algumas doenças crônicas, como hipertensão.

O morador do Núcleo Bandeirante Maurílio José de Almeida, 77 anos, foi a segunda vítima da doença no DF. Internado na UTI do Hospital Brasília, no Lago Sul, desde 27 de março, ele morreu no domingo (29/03). O teste do paciente foi confirmado na segunda-feira (30/03).

Segundo a Secretaria de Saúde, o idoso também tinha doenças crônicas: neoplasia, cardiopatia e doença pulmonar obstrutiva crônica. A situação complica o tratamento para a Covid-19.

No fim de semana passado, houve a comunicação da primeira morte por coronavírus no DF. A enfermeira Viviane Rocha de Luiz, de 61 anos, deu entrada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) no dia 22 de março e faleceu na unidade de saúde no dia seguinte.

Entretanto, somente no domingo (29/03), com o resultado da contraprova, realizada pela Fiocruz, no Rio de Janeiro, houve a confirmação de que ela estava infectada pelo novo coronavírus. Viviane também tinha comorbidades.

O leitor do Metrópoles pode ficar sempre bem-informado sobre o coronavírus. Para isso, basta assinar nossa newsletter e receber todas as notícias a respeito do tema.

Últimas notícias