Distrito Federal fecha 2021 com 12 mortes e 17,4 mil casos de dengue

O índice representa queda de 68% no número de casos prováveis da doença em comparação ao mesmo período de 2020

atualizado 03/01/2022 12:48

João Paulo Burini/ Getty imagens

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) divulgou, no último levantamento com dados de 2021, que a capital encerrou o ano com 12 mortes e 17.477 casos prováveis de dengue.

O índice representa queda de 68% na quantidade de casos prováveis da doença em comparação ao mesmo período de 2020, quando foram registrados 46.953 casos prováveis no DF.

De acordo com o boletim, o DF encerrou 2021 com a confirmação de 15 ocorrências de dengue grave (DG) e 217 de dengue com sinais de alarme (DSA). No mesmo período do ano passado, houve 43 óbitos.

A doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti matou moradores de Planaltina (4), Ceilândia (4), Riacho Fundo 1 (1), Gama (1), Paranoá (1) e Núcleo Bandeirante (1). O último óbito foi registrado em dezembro, no Núcleo Bandeirante.

0

A região de saúde norte apresentou o maior número de casos prováveis (5.815) em relação ao total de casos do DF, seguida da parte sudoeste (2.424) e da área leste (2.238). Essas três regiões respondem por 70% do total de casos prováveis do DF.

Com relação à situação da doença nas regiões administrativas, Planaltina apresentou o maior número de casos prováveis (3.254) em relação ao total do DF, seguida de Sobradinho (1.550), Ceilândia (1.455), São Sebastião (992) e Sobradinho 2 (954). Essas cinco regiões administrativas apresentaram um total de 8.205 casos prováveis de dengue, ou seja, 54,7%.

Mais lidas
Últimas notícias