Lote da dengue: área alagada em Águas Claras vira criadouro do Aedes

Segundo dono da área, a ideia era construir um prédio, mas os recursos acabaram. Ele diz que comprou bombas para realizar a drenagem

atualizado 26/10/2021 8:16

Hugo Barreto/Metrópoles

Um lote no Conjunto 25 da Área de Desenvolvimento Econômico de Águas Claras tem dado o que falar entre moradores e trabalhadores da região. Praticamente inundado, o terreno tem despertado medo de que o local se torne um foco do mosquito da dengue.

Conforme informou uma trabalhadora da região que enviou a denúncia ao Metrópoles, a área já está naquela situação há alguns meses. “Eles iam construir um prédio, cavaram tudo e depois não foi para frente. Agora ficou desse jeito”, explica.

Ela diz que a preocupação entre as pessoas tem sido o desenvolvimento de pernilongos na região. “A gente tem vistos alguns sempre. Não sei se é da dengue, mas é um risco”.

0

A reportagem entrou em contato com Vilson Martins Junior, 25 anos, filho do dono do lote. Ele confirmou que havia a intenção de construir um prédio no local, mas que a falta de recursos freou o empreendimento. “Aí veio a chuva e começou todo esse problema. A gente até comprou umas bombas para drenarem essa água. Nossa intenção é resolver isso o quanto antes”, diz.

Segundo ele, tem sido jogado hipoclorito de sódio na água no intuito de evitar que os mosquitos se proliferem. “Nossa ideia é chamar um caminhão-pipa para ver se resolve, mas realmente tem sido um problema”, lamenta.

O que diz a Secretaria de Saúde

Procurada, a Secretaria de Saúde informou que visitou o local na manha desta segunda-feira (25/10 ) e não encontrou focos de mosquito Aedes aegypti. O morador foi orientado a escoar constantemente a água do buraco e será rotineiramente vistoriado pela Vigilância Sanitária.

Mais lidas
Últimas notícias