DF: Vagões do metrô são depredados após festividades pré-Carnaval

De acordo com o Metrô-DF, oito trens foram depredados durante a noite desse sábado (08/02/2020), após as comemorações

atualizado 09/02/2020 14:17

Reprodução

As festividades de Carnaval mal começaram na capital e usuários do transporte público do Distrito Federal já presenciaram casos de depredação em vagões do metrô. Em imagens que estão sendo divulgadas em redes sociais é possível ver trens da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) com vidros trincados, pichações na parte de interna de vagões e chão sujo.

De acordo com o Metrô-DF, oito trens foram depredados durante a noite desse sábado (08/02/2020), após as festas do pré-Carnaval brasiliense. O vandalismo resultou em: cinco extintores de incêndio acionados, um extintor furtado, um vidro de janela e outro da porta trincados, sete luminárias quebradas, quatro borrachas da janela de emergência arrancadas e dois trens pichados com pincel atômico.

Uma ocorrência policial foi registrada na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), que apura o caso. Em nota, a companhia informou ainda que “vai solicitar maior apoio da Polícia Militar do DF nas plataformas e trens durante todo o período do Carnaval”.

Segundo uma piloto do Metrô-DF, que pediu para não ser identificada, ocorrências de depredação no metrô são “comuns” durante essa época do ano. “Quando começa a Quarta-Feira de Cinzas, a quantidade de trens já é bem menor. É um grande prejuízo”, comentou.

Para a funcionária, os casos de vandalismo ocorridos no sábado demonstram a falta de segurança nos vagões, tanto para os usuários, como para trabalhadores do Metrô-DF.

“Hoje, você não vê seguranças dentro dos trens. O único empregado dentro do metrô é o piloto. Então se quebra, aciona algum dispositivo que faz o trem parar, só quem está lá é o piloto, então sobra para ele”, disse.

Veja como ficaram os trens vandalizados:

0

Últimas notícias