Bloco “Quem Chupou Vai Chupar Mais” reúne centenas de foliões

Mesmo sob chuva, o evento teve grande público em frente ao Museu da República. Mas festa também teve confusões

atualizado 08/02/2020 20:08

Myke Sena/Esp. para o Metrópoles

Lotado de foliões, o Bloco LGBTQ+ “Quem Chupou Vai Chupar Mais” movimentou a área externa do Museu da República na tarde deste sábado (08/02/2020). No ritmo de axé, funk e hits dos anos 1980 e 1990, o bloco teve como atrações a banda Aêaêaô, Andie e Bisca e Porn feat Caribé.

Apesar da chuva que caiu no Distrito Federal durante todo o dia, o espaço ao lado do museu reuniu centenas de foliões. Lona Nunes, 20 anos, é natural de São Paulo e veio em Brasília curtir o período comemorativo na capital. “É meu primeiro Carnaval aqui. Estou gostando bastante das festas. A chuva não vai me impedir”, comentou.

Myke Sena/Especial para o Metrópoles
Lona Nunes, 20 anos, veio de São Paulo para aproveitar o pré-Carnaval em Brasília

O evento, porém, foi repleto de confusões. Embora a Polícia Militar não tenha divulgado um balanço até a última atualização desta reportagem, o Metrópoles presenciou brigas, pessoas machucadas e clima tenso.

Manoel Tercio, 22 anos, sempre participa de festas de pré-Carnaval e considerou que o bloco poderia ter sido mais bem organizado. “O Carnaval é uma das festas que eu mais amo, porque a gente pode se manifestar como quisermos. Só achei que esse bloco deveria ter mais da nossa comunidade, mais representatividade. Está muito cheio e tendo confusão”, comentou.

Myke Sena/Especial para o Metrópoles
O folião Manuel Tercio ressaltou que o bloco poderia ter mais organização

Últimas notícias