DF: sargento da Aeronáutica é preso por vender drogas gourmet

Preso pela 1ª DP, o militar era investigado por cultivar entorpecentes em casa e vendê-los por meio de redes sociais

atualizado 20/02/2020 22:56

Reprodução/PCDF

A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou, nesta quinta-feira (20/02/2020), a Operação Burn e prendeu um militar da Aeronáutica suspeito de vender “drogas gourmet“. O terceiro sargento da Força, cujo nome não foi divulgado, foi detido por policiais da 1ª P (Asa Sul).

O homem era investigado por cultivar em sua residência drogas gourmet e vendê-las por meio de redes sociais. Durante as buscas nesta quinta, foram encontrados diversos tipos de maconha, que eram comercializados pelo preço de R$ 80 a R$ 120 o grama.

No local, também foram encontrados instrumentos usados para a preparação e produção de drogas, uma balança de precisão, sementes, óleos de maconha e a quantia de R$ 1.620 em dinheiro.

O militar foi preso pelos crimes de tráfico de drogas e por manter instrumentos destinados à preparação e produção de drogas e, caso condenado, pode pegar de oito a 25 anos de prisão.

Por meio de nota, a FAB disse que “colabora com as autoridades policiais e reitera que repudia eventuais desvios de conduta, os quais não representam os valores, a dedicação e o trabalho do efetivo em prol do cumprimento de sua missão institucional”.

Últimas notícias