Covid tira a vida de mais uma professora do DF; Rosiana tinha 34 anos

A professora do Centro de Ensino Fundamental 1 do Varjão morreu por insuficiência respiratória causada pelo novo coronavírus

atualizado 27/05/2021 15:12

Rosiana Souza Silva, vítima da Covid-19Reprodução/Sinpro-DF

Professora do Centro de Ensino Fundamental 1 do Varjão, Rosiana Souza Silva, de apenas 34 anos, morreu por insuficiência respiratória causada pelo novo coronavírus. A pedagoga é a quarta docente do Distrito Federal a falecer por Covid-19 apenas neste mês de maio.

A escola onde ela trabalhava lamentou a morte prematura da educadora e colocou uma faixa de luto. Rosiana faleceu na terça-feira (25/5).

O Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF) também prestou solidariedade à família da docente.

“Mesmo tão nova, Rosiana deixa gravada uma história linda de muita dedicação à educação, de uma luta intransigente pela democratização do ensino a todos, independentemente da classe social, e todos os frutos deixados nos alunos de cada escola que lecionou”, destaca nota do Sinpro.

varjão cef 01

Confira a homenagem prestada pela escola:

Quanta dor…

A partida da nossa querida amiga Rosi nos deixa um vazio.

Perdê-la sem direito à despedida é ainda mais cruel.

Não conseguimos aceitar, não conseguimos explicar os desígnios divinos.

Nesse momento, acreditar na imortalidade da alma acalenta um pouco nossos corações.

Talvez ela esteja junto aos merecedores de um lugar melhor do que aqui.

Que sua presença, sua alma alegre encante outros que já se encontram além daqui.

A ausência do corpo físico, da presença dinâmica, tão participativa e vivaz vai nos fazer muita falta.

Aceitar sua partida não será tarefa fácil.

Falta-nos motivação para continuar, para retomar nossas atividades.

Rosi segue em nossos corações nos encorajando profundamente a nos dedicarmos a melhoria da educação, sobretudo, do nosso público tão vulnerável.

Vamos nos dar o tempo necessário para atravessar esse luto, essa dor.

Tomemos o tempo que for preciso.

Existe dor porque existe amor…

Warigh Rassi Junior

Nesta quinta (27), o professor de física e coordenador pedagógico do Colégio Seriös, Warigh Rassi Junior, 45, também morreu em decorrência da Covid-19. O docente estava internado no Hospital Sírio-Libanês havia mais de um mês.

Nas redes sociais, o Colégio Seriös prestou homenagens ao educador. “Um colega preocupado, um verdadeiro contador de histórias. Com ele, era assim: para cada pessoa, uma história, um episódio. Por aqui, ficaremos com a lembrança de um professor e coordenador polivalente, sempre cheio de ideias para revolucionar a sala de aula e a escola”, informa o texto.

Outros dois professores morreram vítimas da doença no DF em maio. Jussara Ximenes de Oliveira, 47, faleceu no  dia 16/5. A professora dava aulas de história há sete anos no Centro Educacional 14 de Ceilândia.

No mesmo dia, o professor de matemática do Centro de Ensino Fundamental Caseb, na Asa SulRoberto Neanes Lima Caribé Pinho, 59, também perdeu a vida para o Sars-CoV-2.

Mais lidas
Últimas notícias