Covid-19: GDF muda plano, e alguns hospitais só começam imunização na quarta

O Hospital de Base do Distrito Federal, o HRT e o Hospital Universitário de Brasília são algumas unidades que sofrerão atraso

atualizado 19/01/2021 15:44

Vacinação Covid HRTJP Rodrigues/Especial para Metrópoles

Nem todos os 15 hospitais públicos que receberam as doses da vacina Coronavac vão começar a imunização nesta terça-feira (19/1), conforme o planejamento inicial do Governo do Distrito Federal (GDF). Devido à organização interna de algumas unidades de saúde, as vacinas só serão aplicadas em algumas regiões a partir desta quarta-feira (20/1). O Hospital de  Base do Distrito Federal (HBDF) e o Hospital Universitário de Brasília (HUB) são duas unidades que sofrerão atraso.

Segundo a Secretaria de Saúde, as doses de vacinas destinadas ao Hospital de Base chegarão até o início da tarde desta terça. O Metrópoles apurou que o HUB ainda fecha a lista de profissionais que serão vacinados. A relação será encaminhada à Secretaria de Saúde. Os imunizantes serão aplicados apenas após cumpridas as formalidades. A previsão é de que o HUB receba as doses nesta tarde e dê início à vacinação na manhã de quarta.

“É importante ressaltar que a logística de distribuição nas regiões é de acordo com o número de unidades de cada local; por isso, regiões em que há mais hospitais podem ocorrer atrasos pontuais. Mas todas as unidades receberão as vacinas, à exceção da base do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que, ao contrário do que foi divulgado anteriormente por nós, não será um ponto de vacinação”, esclareceu a pasta.

No Hospital Regional de Taguatinga (HRT) (foto em destaque), os profissionais da saúde também só serão vacinados na quarta-feira. Muitas pessoas do grupo prioritário procuraram hoje a unidade de saúde, mas não conseguiram se vacinar.

No Hospital Regional de Ceilândia, entretanto, a vacinação começou por volta das 11h, com atendimento exclusivo para profissionais de saúde que trabalham na unidade e estão na linha de frente contra a Covid-19.

Na Região Oeste, além do Hospital de Ceilândia, serão imunizados os servidores do Hospital de Brazlândia e da atenção primária. No total, são 4.287 profissionais da área aguardando a vacina.

Solenidade

Na manhã desta terça, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência para o tratamento do novo coronavírus, foi vacinada a primeira servidora da capital: Lídia Rodrigues Dantas, 31 anos. Ela é enfermeira e trabalha no box de emergência do pronto-socorro da Clínica Médica da unidade.

Lídia esteve à frente no combate contra a Covid-19 desde o início da pandemia. Além dela, foram vacinados a técnica de enfermagem Carina de Jesus Silva, a fisioterapeuta Ana Paula Barbosa Pereira, a médica Juliana Bento da Cunha, a auxiliar de limpeza Narcisa Trajano de Araújo e o vigilante Pedro Teodoro. Todos eles trabalham no Hran.

0

Na oportunidade, Lídia agradeceu à equipe do Hran e disse que a vacinação traz “esperança”. “Ainda estou sem acreditar, mas estou emocionada e feliz por ser a primeira vacinada e grata à oportunidade”, disse a primeira servidora imunizada no DF.

Após a solenidade na área externa, serão vacinados os profissionais que atuam na linha de frente no combate à pandemia do novo coronavírus e que estão no plantão nesta terça no Hran. A imunização contra a Covid-19 começou em 15 unidades de saúde da rede pública.

Inicialmente, a previsão era de que a capital da República receberia 105.960 doses. No entanto, segundo a Secretaria de Saúde, chegaram 200 a mais. Portanto, o DF soma 106.160 doses da Coronavac, que vão imunizar 53.080 pessoas. A vacina foi feita em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo, e a farmacêutica chinesa Sinovac.

Últimas notícias