Coronavírus: criminosos criam falso app e aplicam golpes na web

Golpistas virtuais sequestram dados das vítimas e exigem bitcoins como resgate

atualizado 19/03/2020 13:32

computadorPixabay

Criminosos estão aproveitando o grande volume de informações sobre o coronavírus para lançar armadilhas virtuais que podem custar caro para o cidadão. A Polícia Civil de Goiás elaborou um alerta explicando sobre o golpe e orientando a população sobre as formas de prevenção. A PCDF também chama a atenção dos internautas sobre os riscos.

Trata-se de um aplicativo chamado Covid-19Tracker, que tem sido divulgado por links de downloads em redes sociais. A promessa do app é de apresentar um mapa interativo e dados estatísticos mundiais sobre a doença. O programa, na verdade, é um malware tipificado como Ransoware, que criptografa e bloqueia os celulares, computadores e demais dispositivos em que é instalado.

Depois, solicita um pagamento, a título de “resgate”, em bitcoins, para a liberação dos dispositivos infectados. “Ainda não foram registradas ocorrências na DRCC (Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos) acerca do aplicativo. De toda forma, as pessoas que compareceram à delegacia foram orientadas a fazer o download de aplicativos unicamente pelas lojas oficiais como Apple Store e Google Play”, explicou delegado Dário Taciano de Freitas.

internet
Criminosos sequestram dados das vítimas e exigem bitcoins como resgate

A empresa de segurança DomainTools passou a fazer um monitoramento de nomes de domínio rotulados recentemente por “Coronavirus” e “COVID”. Os especialistas descobriram que os criadores do aplicativo buscam atrair a vítima para habilitar o controle total do dispositivo através do próprio aplicativo, perguntando se você deseja habilitar o aplicativo em “Acessibilidade” para monitorar as estatísticas do COVID-19.

Os criminosos também ofereciam a opção de enviar alertas supostamente para avisar quando uma pessoa com coronavírus se aproximar vítima. O site vinculado ao app possui informações de registro que apontam para um indivíduo em Marrocos.

PCGO
Polícia Civil de Goiás faz alerta

Fique atento
As autoridades alertam para que as pessoas deem preferências a órgãos oficiais e meios de comunicação confiáveis ao buscar informações. Não é aconselhável abrir links compartilhados em redes sociais e no WhatsApp. Também é necessário ter uma atenção especial antes de permitir que o aplicativo instalado tenha acesso às informações do celular ou que envie notificações.

No Brasil, um dos aplicativos oficiais sobre a pandemia é o “Coronavírus SUS”. O app foi lançado pelo Ministério da Saúde com o objetivo de conscientizar a população sobre o Covid-19 e conta com as seguintes funcionalidades: informativos de diversos tópicos como os sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita e infecção. O programa também permite que o usuário faça uma triagem virtual para saber se é preciso procurar atendimento médico.

Últimas notícias