Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Controlador-geral do DF, Aldemario Araújo é exonerado do GDF

Procurador da Fazenda Nacional deixou o cargo "a pedido". Subsecretário Paulo Martins assumirá o cargo

atualizado 10/02/2020 23:21

Myke Sena/ Especial para o Metrópoles

O controlador-geral do Distrito Federal, Aldemario Araújo Castro (foto em destaque), foi desligado do cargo na noite desta segunda-feira (10/02/2020). A exoneração foi publicada “a pedido”, ou seja, por solicitação do próprio titular da pasta. O ato foi publicado em edição extra do Diário Oficial (DODF). Ele estava no comando da CGDF desde o início da gestão de Ibaneis Rocha (MDB).

Procurador da Fazenda Nacional, o técnico assumiu o posto em função de ter amizade pessoal com o governador do DF. A gestão do agora ex-controlador ficou conhecida por favorecer a divulgação de informações governamentais. Entre as ações, decidiu tornar públicas as tomadas de contas especiais e, também, as auditorias realizadas em órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF).

O auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Paulo Martins, então subcontrolador da pasta, assumirá a titularidade da Controladoria-Geral.
À coluna, o novo controlador-geral afirmou que dará continuidade ao trabalho do antecessor. “A Controladoria é um órgão de excelência e que tem uma missão muito nobre. Vamos continuar trabalhando firme e com muita seriedade, pois ainda há muito a se fazer”, afirmou Martins.

Eleição

Em 2014, Aldemario concorreu ao Senado Federal pelo PSol-DF e obteve 20.697 votos. Terminou a eleição em quinto lugar entre oito candidatos da época. Deixou o partido em dezembro de 2017.

Últimas notícias