metropoles.com

Com 37,3°C, Distrito Federal atinge maior temperatura da história

Em 2017, a cidade também bateu 37,3°C. A umidade do ar, segundo o Inmet, chegou a 12% nesta quinta-feira

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
chama do panteão e congresso nacional muito calor e seca em brasília
1 de 1 chama do panteão e congresso nacional muito calor e seca em brasília - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

O Distrito Federal bateu nesta quinta-feira (8/10), pela quarta vez no ano, novo recorde de calor. Segundo informações do Instituto de Meteorologia (Inmet), a cidade registrou 37,3ºC com 12% de umidade, por volta das 15h. O pico foi observado no Gama. Em 2017, o DF marcou essa mesma temperatura.

Quando o recorte passa a ser apenas o Plano Piloto, um novo marco histórico: 36,5°C, com 13% de umidade. Dessa forma, a região administrativa quebra o recorde de 2015, de 36,4°C. É a maior temperatura dos últimos 60 anos.

De acordo com o meteorologista Francisco de Assis, as médias devem seguir padrão semelhante nesta sexta-feira (9/10). “Não deve ter grandes variações, pois está tendo o início de formação de nuvens”, pontua o especialista.

0
Onda de calor

O Inmet emitiu alerta de onda de calor e “grande perigo” para moradores da região Centro-Oeste, incluindo o Distrito Federal. A previsão é de que os termômetros registrem 5°C acima da média ao longo dos próximos dias.

O alerta vale até as 23h59 desta sexta. Segundo o órgão, com a onda de calor forte, cresce o risco de morte por hipertermia, que é a elevação e manutenção das temperaturas do corpo humano e de outros seres vivos a patamares capazes de comprometer, ou colapsar, seus metabolismos.

Volta, chuva

A chuva na última quinzena de setembro deixou a população do DF com um gostinho de quero mais. Ainda de acordo com o especialista, existe uma chance, embora pequena, de São Pedro abrir as torneiras no próximo sábado (10/10).

 De acordo com o Inmet, há 40% de chance de precipitações sobre a capital no sábado (10/9).

Recomendações

As principais recomendações da Defesa Civil para o período são para que a população evite a prática de atividades ao ar livre das 10h às 17h, aumente a ingestão de líquidos, não tome banhos prolongados com água quente e muito sabonete, descarte o uso excessivo de ar-condicionado e use protetor solar.

Crianças e idosos precisam de atenção especial, pois são os mais afetados.

A população também deve intensificar o isolamento social e a utilização de máscara de proteção facial contra a Covid-19. Esse é mais um motivo para as pessoas só saírem de casa se houver realmente necessidade, uma vez que a seca combinada ao uso da máscara pode dificultar bastante a respiração.

Veja dicas:

0
Fique atento à umidade relativa do ar!

Entre 21% e 30% (estado de atenção)

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
  • Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
  • Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% (estado de alerta)

  • Observar as recomendações do estado de atenção;
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 17h;
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% (estado de emergência)

  • Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
  • Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc.;
  • Durante as tardes, manter os ambientes internos úmidos, principalmente quartos de crianças, hospitais, etc.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações