*
 

Os brasilienses comemoraram muito a vitória da Seleção Brasileira por 2 x 0 contra o México. Com gols de Neymar e Roberto Firmino, a equipe treinada por Tite abriu caminho rumo às quartas de final da Copa do Mundo de 2018.

No fim do jogo, Roberto Firmino garantiu a passagem do Brasil às quartas de final com um gol após chute de Neymar Jr e rebote do goleiro mexicano Ochoa. A Seleção agora aguarda o vencedor do confronto entre Bélgica e Japão.

A jogada de Firmino trouxe alívio aos torcedores, que soltaram o grito de vitória. Alguns já projetaram o próximo desafio. André Pires, 21, estudante de administração. “Foi um jogo muito pegado e os dois times estavam bem taticamente. A entrada do Firmino deu uma referência ofensiva para o Brasil. Acho que o próximo adversário será a Bélgica. As duas gerações são muito boas e deve ser um grande jogo”, aposta.

O gol de Neymar Jr, no começo do segundo tempo, aliviou um pouco o clima dos torcedores nos bares de Brasília. Após uma primeira etapa tensa, a Seleção Brasileira abriu o placar em jogada pela esquerda que terminou com a conclusão do atacante do Paris Saint-Germain.

Nos bares, no momento do gol, os brasilienses expressaram alívio. Depois de muita tensão, os torcedores ameaçaram discretos gritos de apoio a seleção.

Felipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

 

Logo após o gol brasileiro, Casemiro tomou o segundo cartão amarelo. Com a punição, o volante brasileiro está fora das quartas de final. A suspensão deixou os torcedores pensativos.

Victor Carvalho, 23, estudante de Relações Internacionais. “O Casemiro é um jogador que tem muito respeito e confiança do torcedor. Deve entrar o Fernandinho. Acho que ele vai dar conta do recado”, acredita.

Felipe Cardoso/Especial para o Metrópoles

Victor Carvalho: aposta na classificação do Brasil e na entrada de Fernandinho

 

Esquenta
Os brasilienses começaram cedo a preparação para o decisivo jogo entre Brasil e México nesta segunda-feira (2/7).  Sem expediente no GDF e férias escolares, muita gente reuniu a galera para torcer para  Seleção. No Versão Brasileira (204 Sul), o clima é de animação e otimismo.

Mas muita gente ainda vai trabalhar depois da partida. É o caso do analista de sistemas Paulo Phocca, 42 anos, que aposta em uma vitória apertada. “Vai ser 1×0 ou 2×1 Brasil”, previu.

Filipe Cardoso/ Especial para o Metrópoles

Paulo Phocca vai trabalhar após a partida

 

Um grupo de amigos bem animados está no Versão Brasileira. Pierre Santos, 37, é jornalista e diz que a Seleção Brasileira está melhorando. “Gostei do desempenho do último jogo. Acho que passamos com emoção. Aposto em 1×0”, disse

Já o servidor público Marcelo Oliveira, 37, acredita que a Seleção precisa ter controle emocional para romper esta etapa do mundial da Rússia. “O time está muito inconstante emocionalmente, mas do México a gente passa. Meu placar para hoje é 2×1. Para o título, vejo França e Bélgica um pouco a frente”, calculou.

No Simpsons (307 Sul), a movimentação e a expectativa também são grandes para o confronto decisivo entre brasileiros e mexicanos, valendo uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia.

Gabriel Magalhães, 29, é engenheiro civil e acha que o Brasil ainda tem bola para mostrar nessa Copa. “Minha expectativa é vitória por 2 x 0. O desempenho está abaixo do esperado, mas já melhorou contra a Sérvia”, analisou.

O clima de desconfiança, graças ao começo ofensivo do México, foi se transformando em otimismo com os primeiros ataques da Seleção Brasileira. A torcida passou a cantar a música provocando o argentino Diego Maradona: “1000 gols, 1000 gols, 1000 gols, 1000 gols, 1000 gols… só Pelé, só Pelé, Maradona cheirador”.