*
 

Os dois desabamentos em um intervalo de três dias na capital federal deixaram a população em pânico e mobilizaram as forças de segurança não apenas na 210 Norte, onde o teto da garagem do Bloco C desmoronou sobre veículos; e no Eixão Sul, local em que um viaduto despencou sobre carros e um restaurante.

Horas após o desastre no centro de Brasília nesta terça-feira (6/2), o Corpo de Bombeiros foi verificar um alerta sobre rachaduras em um prédio residencial na 308 Norte.

A corporação fez uma vistoria no Bloco F e disse que as rachaduras são externas, apenas no revestimento das paredes, cobertas por pastilhas, e não há risco aos moradores.

Embora o local esteja seguro, a situação reflete como os brasilienses estão assustados com os dois episódios ocorridos no domingo (4), na 210 Norte; e nesta terça (6), no Eixão Sul.

Colaborou Ian Ferraz

 

 

COMENTE

comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito