Após festas e Ômicron, taxa de transmissão da Covid chega a 1,12 no DF

Segundo especialistas, índice acima de 1 acende o sinal de alerta para o avanço da pandemia entre a população

atualizado 05/01/2022 8:54

Hospital de Campanha Pedro Dell'Antonia de Santo André - São PauloFábio Vieira/Metrópoles

A taxa de transmissão do novo coronavírus bateu a marca de 1,12 no Distrito Federal. O índice foi divulgado no boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado pela Secretaria de Saúde na terça-feira (4/1).

Segundo especialistas, taxa de transmissão acima de 1 indica o avanço da pandemia. Quando o índice está abaixo dessa linha, sinaliza o controle da doença.

0

Covid-19 e gripe H3N2 causam corrida e filas por testes no DF

Quando a taxa chega a 1, significa que, a cada 100 pessoas diagnosticadas, outras 100 são infectadas. Ou seja, se o índice é de 1,12, a cada 100 pacientes doentes outros 112 estão sendo atingidos pela doença.

O aumento de casos da Covid-19 ocorreu após as festas de fim de ano. O avanço também coincide com a chegada da nova variante do vírus, a Ômicron. A cepa é considera mais transmissível.

Em 31 de dezembro de 2021, a taxa de transmissão local estava no patamar de 0,92. O boletim divulgado em 1º de dezembro apontava 0,79.

Mais lidas
Últimas notícias