Acidente com ônibus deixa quatro passageiros feridos no Lago Sul

Forte chuva levou ao tombamento do veículo, na QI 17. Inmet emitiu alerta sobre perigo potencial

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 29/10/2018 16:11

A chuva forte que cai sobre o Distrito Federal nesta segunda-feira (29/10) causou o tombamento de um ônibus na QI 17 do Lago Sul, na saída pelo centro comercial Gilberto Salomão. O acidente causou quatro vítimas, que estão conscientes e estáveis. A última delas, Kátia de Lurdes Silva, 68 anos, estável e orientada. Ela foi transportada imobilizada. O resgate foi feito pela parte cima do ônibus, pelas saídas de emergência.

Segundo o motorista do ônibus – que fazia o trajeto Rodoviária do Plano Piloto–Paranoá Parque –, ele perdeu o controle do veículo, que atingiu um poste e capotou. Joana Maria, 45 anos, estava no coletivo. Segundo ela, o ônibus perdeu o controle e tombou. “Só vi o ônibus rodando. Foi muito rápido. Achei que ia morrer”, confessou.

Joana e os três filhos que estavam com ela não se feriram. No entanto, alguns passageiros precisaram ser transportados pelo Corpo de Bombeiros para atendimento médico. Elas tinham escoriações E foram levadas para o Instituto Hospital de Base. Uma das passageiras saiu com o pescoço imobilizado. Ela bateu a cabeça no acidente.

Chovia muito no local do acidente. Havia muita lama na pista. E o ônibus tinha muitas crianças e idosos. No mesmo trecho do acidente, no dia 1º de outubro, Marcelo Leal, 50 anos, e a filha perderam o controle e atingiram uma árvore. De acordo com o advogado, “costume haver muito óleo na pista no local”. “Vim hoje avisar as autoridades. Tenho certeza de que o motorista não teve culpa. Me acidentei na árvore e graças ao air-bag não sofremos nada mais grave”, contou.

Para o capitão Ronaldo Reis, do Corpo de Bombeiros, a região apresenta características que podem ter contribuído para que o ônibus perdesse o controle. “Trata-se de uma pista em declive, com o asfalto liso, molhado e enlameado”, explicou. Os passageiros que estavam bem foram distribuídos para outros ônibus.

Nota
Em relação ao acidente ocorrido, na tarde desta segunda-feira (29), a Viação Pioneira divulgou uma nota em que esclarece que o ônibus foi vistoriado no dia 5 de setembro e que a próxima vistoria estava prevista para janeiro de 2019. “No momento do acidente o veículo estava a 28 quilômetros por hora, chovia muito e tinha óleo na pista. O ônibus acabou escorregando e o carro tombou. A empresa está acompanhando o caso e dando toda a assistência necessária”, também diz a nota.

Alerta

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta sobre o perigo potencial de chuvas intensas no Distrito Federal. De acordo com o aviso, as precipitações devem vir acompanhadas de ventos intensos até as 7h de terça-feira (30).

Últimas notícias