CIEE: vagas de estágio cresceram 2,1% no DF no 1° semestre de 2021

No mês de junho, o CIEE alcançou o patamar de 203 mil jovens inseridos no mundo do trabalho, marca que não era alcançada desde abril de 2020

atualizado 14/07/2021 12:55

CIEEDivulgação

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) apresentou, nesta quarta-feira (14/7), o boletim estatístico mensal referente ao número de oportunidades de estágio e aprendizagem no 1° semestre de 2021. No Distrito Federal, a iniciativa privada e a administração pública ofertaram 700 vagas de estágio nos primeiros seis meses do ano, junto ao CIEE.

Do total de vagas ofertadas, 520 estão divididas em cursos prioritários no DF. Os estagiários do curso de administração têm 120 vagas abertas, 59 para alunos de ciências contábeis, 49 para direito, 36 vagas em comunicação social e 27 para pedagogia.

No mês de junho, o CIEE alcançou o patamar de 203 mil jovens inseridos no mundo do trabalho, marca que não era alcançada desde abril de 2020. “São todos estudantes dentro de uma organização. Quantas famílias são impactadas com esse resultado final e com a inserção desses estudantes dentro do mercado de trabalho”, lembrou a Superintendente Nacional de Operações, Mônica Vargas.

Em comparação ao primeiro semestre do ano passado, o volume de vagas de estágio cresceu 2,1%, já a aprendizagem registrou avanço de 47,3%. “O aquecimento econômico e o avanço das vacinas resulta num maior número de contratos de estágio e aprendizagem”, explicou Mônica.

0

Segundo o boletim, 15% dos estagiários têm entre 16 e 18 anos, 35% têm entre 19 e 21, 31% entre 22 a 25 anos, 10% entre 26 a 30 e 9% tem 31 anos ou mais. “A partir de 16 anos, qualquer idade, desde que esteja na condição de estudante, pode fazer estágio”, lembrou a superintendente. Dos estagiários, 61% são do gênero feminino e 39% do gênero masculino.

No Centro-oeste, mais de 6 mil vagas foram destinadas para aprendizagem e 26,8 mil para estágio nos primeiros seis meses do ano.

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias