Aeronáutica precisará de profissionais temporários na Amazônia

As vagas são para auxiliares e técnicos, com níveis superior e intermediário de ensino. Salários ainda não foram divulgados

atualizado 07/05/2018 10:43

Divulgação/FAB

O Comando da Aeronáutica vai selecionar 637 novos servidores públicos civis para contratos temporários. Eles devem atuar em obras e serviços executados pela Comissão de Aeroportos da Região Amazônica. A decisão está no anexo da Portaria Interministerial n° 91, publicada no Diário Oficial da União pelo Ministério da Defesa.

As vagas de nível técnico são para áreas de arquivo, laboratório e manutenção. Em nível intermediário e auxiliar, as opções são em cargos de serventes e cozinheiros. Arquitetos e engenheiros participam da seleção de profissionais com nível superior de ensino.

De acordo com a portaria, as remunerações dos aprovados serão definidas pelo Comando da Aeronáutica, em valores não superiores ao da remuneração constante dos planos de retribuição ou dos quadros de cargos e salários do serviço público para servidores que desempenham função semelhante.

Para confirmação no cargo, será necessária aprovação em processo seletivo simplificado ou, quando possível, análise de currículo. O comando divulgará em breve o edital de abertura das inscrições. No documento, também constarão número de vagas, área de atuação, descrição das atribuições, remuneração e prazo de duração do contrato.

Confira a lista inicial de cargos abaixo:

Últimas notícias