Celebridades, subcelebridades e tudo sobre televisão de maneira ácida e divertida.

Salvação para a economia? Gil revela desejo de presidir Banco Central

Após a realizar os sonhos de passar no PhD nos EUA e participar do Big Brother Brasil, o economista parece buscar voos mais altos

atualizado 07/05/2021 17:16

Gilberto Nogueira no BBB21Reprodução/TV Globo

Gil do Vigor não venceu o BBB21, mas parece estar voando alto, assim como canta Mc Poze em uma de suas músicas mais famosas. Além de entregar entretenimento para o público e viver o reality como poucos, o economista conseguiu realizar dois de seus sonhos: participar do Big Brother Brasil e ser aprovado para o PhD nos Estados Unidos.

Apesar disso, o pernambucano parece não se dar por satisfeito, e planeja alçar voos mais altos. Depois de concluir o PhD, Gil revela que sonha em ocupar um dos cargos do alto escalão em Brasília – e um dos mais importantes em sua área de atuação.

0

“Ser presidente do Banco Central. Seria extraordinário. A emissão de moeda, o estudo do mercado financeiro. A moeda influencia vários fatores, como desemprego e inflação. Eu sou apaixonado, não é a minha área de pesquisa hoje, mas eu tenho muito prazer de estudar e falar”, revelou em entrevista ao Rede BBB.

Com a recente realização de seus antigos sonhos, que eram prioridades em sua vida, o economista afirma que agora começa a pensar na possibilidade, já ventilada antes em sua cabeça. “Nunca foi um objetivo de vida, mas hoje em dia eu penso que trabalhar e presidir o Banco Central seria um sonho, que nunca foi palpável”, disse.

O ex-BBB, que ajudou a popularizar a economia com explicações divertidas sobre assuntos chatos e difíceis de entender durante sua participação no programa, ainda afirmou que seu doutorado pode ajudar na realização do novo sonho: “Com certeza depois do PhD eu tenha capacidade. No momento, eu não me sinto capacitado para funções de grande porte na economia. Estou seguindo a linha acadêmica e preciso me desenvolver muito e quem sabe um dia possa dar mais esse passo”.

O Banco Central, em sua conta oficial no Twitter, parece ter aprovado a ideia: “Ficamos felizes em saber do seu sonho de fazer parte do BC! Ficaremos alegres em contar com o seu vigor em nossa equipe. Seguimos juntos falando de economia aqui do lado de fora?”.

Últimas notícias