metropoles.com

O argumento de Tarcísio para não ir à posse de Lula

Tarcísio de Freitas foi aconselhado por aliados a estreitar a relação com Lula, mas não irá à posse do petista

atualizado

Compartilhar notícia

Fábio Vieira/Metrópoles
Fotografia colorida de Tarcísio de Freitas, governador eleito de SP nas eleições de 2022 - Metrópoles
1 de 1 Fotografia colorida de Tarcísio de Freitas, governador eleito de SP nas eleições de 2022 - Metrópoles - Foto: Fábio Vieira/Metrópoles

Tarcísio de Freitas foi aconselhado por aliados a estreitar a relação com Lula, sobretudo por conta de questões econômicas envolvendo o estado de São Paulo, que passará a comandar no ano que vem. Por conta disso, o ex-ministro de Bolsonaro já sabe o que dirá se for indagado por integrantes do futuro governo sobre a ausência na posse de Lula.

Tarcísio de Freitas alegará que ficaria muito apertado tomar posse como governador pela manhã em SP para, depois, pegar um avião rumo a Brasília. Dessa forma, o ex-ministro mantém o ar de cordialidade com petistas e não desagrada à militância bolsonarista.

Nesta semana, Tarcísio declarou em entrevista “nunca ter sido bolsonarista raiz“. Apesar da irritação de alguns apoiadores do presidente, o próprio Bolsonaro não fez grande caso. Avalia que Tarcísio de fato falou a verdade e tem agido com pragmatismo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comPaulo Cappelli

Você quer ficar por dentro da coluna Paulo Cappelli e receber notificações em tempo real?

Notificações