Dicas de exercícios e alimentação para viver uma vida saudável e sem neura

Para emagrecer, é melhor fazer exercícios que queimam mais calorias?

Erroneamente, olhamos o emagrecimento de maneira imediata, quando, na verdade, precisamos entendê-lo como um processo crônico

atualizado 02/11/2020 12:23

mulher fitnessWatchara Piriyaputtanapun/Getty Images

Diversos artigos científicos comprovam que, ao contrário do que se imagina, treinos em que foram gastos menos calorias emagreceram mais as pessoas. Como isso é possível?

O problema é que, erroneamente, olhamos o emagrecimento de maneira imediata, quando, na verdade, precisamos entendê-lo como um processo crônico. Ou seja, são necessárias várias sessões de treino, durante várias semanas ou meses, para de fato ver resultados na balança.

Essa ideia de “secar” em curto prazo não passa de uma enganação. Por exemplo: é possível, sim, perder de 3 kg a 5 kg em pouco tempo. Porém, eliminar de 8 kg a 10 kg em três meses gerará, certamente, o conhecido efeito rebote ou sanfona.

Treinos de alto gasto calórico, associados a restrições alimentares na dieta, tendem a desacelerar o metabolismo. Por isso, ouvimos muita gente falando: “Não como nada e não emagreço”. Ou, ainda: “Meu metabolismo é lento”. E eu pergunto: o que você está fazendo para acelerá-lo?

É fundamental saber dosar e aplicar os treinos e a dieta de maneira adequada. O excesso de treino e a alta restrição alimentar irão prejudicar seu organismo, dificultando cada vez mais o emagrecimento. Para dar certo, o melhor caminho é seguir esse processo de maneira gradativa.

Últimas notícias