Dicas de exercícios e alimentação para viver uma vida saudável e sem neura

Conheça os benefícios da cafeína para quem pratica atividade física

A substância ajuda no desempenho esportivo e dá aquele "ânimo" extra

atualizado 10/06/2021 11:26

Nathan Dumlao, Unsplash

Tanto se fala sobre o uso de cafeína que, hoje, trarei algumas razões para você começar a fazer uso da substância.

Autoridade no assunto, o Australian Institute of Sport (AIS), por exemplo, defende que esse suplemento, considerado um dos mais importantes, carrega fortes evidências científicas para uso em situações específicas no esporte. Ele também pode ser útil a quem faz atividade física regular, não apenas atletas.

Abaixo, veja o mais recente posicionamento da International Society of Sports Nutrition (ISSN) quanto ao uso da cafeína:

1 – A suplementação demonstrou melhorar, de forma aguda, vários aspectos durante a prática de exercícios: resistência muscular, velocidade de movimento e força muscular, corrida, salto e desempenho de arremesso, assim como uma ampla gama de ações específicas para esportes aeróbicos e anaeróbicos.

2 – A resistência aeróbia com intensidade de moderada a alta pode ser beneficiada pela cafeína. Vale lembrar, sempre, que ela pode ter respostas diferentes a depender da pessoa.

3 – A substância eleva a capacidade de execução de exercícios quando consumida em doses de 3 a 6mg por quilo de massa corporal. Doses muito altas de cafeína (por exemplo, 9 mg/kg) estão associadas a uma alta incidência de efeitos colaterais.

4 – O período de suplementação de cafeína mais comumente usado é 60 minutos antes do exercício.

5 – Ela ajuda, ainda, em indivíduos treinados e não treinados enquanto praticam atividades diversas.

6 – Diferenças na performance esportiva e no exercício, assim como efeitos adversos no sono ou sentimentos de ansiedade após a ingestão de cafeína, podem ser atribuídos à variação genética associada ao metabolismo da cafeína e à resposta física e psicológica.

7 – O suplemento mostrou, também, ser ergogênico para a função cognitiva, incluindo atenção e vigilância, na maioria dos indivíduos.

8 – Pode dar um “up” nas funções cognitivas e físicas em alguns indivíduos em condições de privação de sono.

9 – O uso de cafeína em conjunto com exercícios de resistência no calor e em altitude é bem suportado quando as dosagens variam de 3 a 6 mg / kg e 4 a 6 mg / kg, respectivamente.

10 – Goma de mascar com cafeína, enxaguatórios bucais e géis energéticos e mastigáveis “turbinam” a execução, principalmente, de exercícios aeróbicos.

11 – As bebidas energéticas e os suplementos pré-treino com cafeína aumentam o desempenho anaeróbio e aeróbio.

Busque orientação de um nutricionista para te orientar.

Últimas notícias