Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Mãe exclui TikTok da filha: “Sem dancinhas como babuíno treinado”

Fernanda Rocha Kanner exclui contas da filha de 14 anos nas redes sociais e viraliza na internet após desabafo

atualizado 16/07/2021 14:54

reprodução

A médica paulistana Fernanda Rocha Kanner viralizou uma publicação no Instagram quando justificou a ausência da filha de 14 anos, Nina Rios, em seu perfil no TikTok com quase 2 milhões de seguidores, tendo até fã clube. No texto, ela explicou que não achava saudável que adultos e adolescentes tenham como referência de autoconhecimento o feedback virtual que recebem nas redes sociais. Ela achou que o número de seguidores era ilusório e que isso só atrapalharia o processo de individualidade da filha.

“Turminha teen, eu vou escrever aqui porque recebi muitos directs de seguidores da Nina querendo saber o que aconteceu por ela ter sumido. Decidi apagar a conta do Tiktok e do Instagram dela. Chata, eu sei, mas nossa função como mãe não é ser amiguinha de vocês e isso vocês só vão entender em retrospectiva. Papo de tia. O carinho que vocês têm por ela é a coisa mais fofa mas eu não acho saudável nem para um adulto e muito menos para uma adolescente basear referências de autoconhecimento em feedback virtual”, iniciou.

Fernanda continuou: “Isso é ilusão e ilusão mete uma neblina danada na estrada do se encontrar. Entre suas mídias eram quase 2 milhões de seguidores, dezenas de fã clubes, tudo muito doce mas também prejudicial para qualquer adolescente em processo de descoberta e busca pela individualidade. Eu não quero que ela cresça acreditando que é esse personagem. Não quero ela divulgando roupas inflamáveis de poliéster made in China. Não quero minha filha brilhante se prestando a dancinhas diárias como um babuíno treinado. Acho divertido… E mega insuficiente. Triste geração em que isso justifica fama”.

A médica começou a ficar com receio dos possíveis danos ao psicológico da filha com o passar do tempo. “Li outro dia que a gente tem que voltar a ter vergonha de ser burro e é bem por aí. Saudade de quando precisava ter talento em alguma coisa para se destacar. Nascemos com vários dons que nos fazem únicos, mas quando a gente copy paste a manada eles se diluem no processo e a gente cresce sendo só mais um na multidão. Não quero que ela se emocione com biscoitos (assim que fala?) e elogios. Nem que se abale com críticas de quem não conhece”, confessou.

“Opiniões são só reflexos de quem está oferecendo e não de quem recebe. Você me acha linda porque você é linda ou está feliz. Você me acha feia porque você é feia ou teve um dia ruim. Eu não tenho nada a ver com isso. A fã número um dela sou eu e ela continuará dando as caras por aqui, se quiser. Quando ela tiver conteúdo interessante para dividir ela pode voltar a ter conta. Conforme os planos, ela vai para Suíça junto com big bro no segundo semestre continuar os estudos por lá. Pular de paraquedas, estudar biologia na floresta, salvar umas vacas nos Alpes. A vida só presta quando se é feliz off-line primeiro. Beijo da tia Fê”, finalizou.

Texto divide opiniões

Fernanda recebeu o apoio de muitos anônimos e de famosos. “Perfeito, Fê! Escutou seu coração de mãe e agiu. Ponto”, comentou Fernanda Souza. “Parabéns pela decisão”, disse Fernanda Paes Leme. “Corajosa ! Parabéns!”, declarou Daniela Mercury. “Você é sensacional! Que aula!”, elogiou Thammy Miranda.

“Acabei de te conhecer, ler e seguir porque esse texto é coragem, é sabedoria, é respeito e responsabilidade. Isso sim deveria ter milhares ou milhões de likes. Belo antídoto para a nossa sociedade adoentada. Parabéns”, escreveu um seguidor.

A médica também foi criticada. “Sabia que dá para ter conta fechada? A filha pode continuar como qualquer adolescente que curte e interage de forma saudável, muitos sob a supervisão materna. Ela só volta quando tiver conteúdo interessante? Não entendi, de boa mesmo. O que seria conteúdo interessante? O que você compartilha no seu seria conteúdo interessante?”, questionou outro seguidor.

“Discordo 100% desse texto. Acho que a Internet é uma profissão consolidada. O que faz com que uma pessoa não se torne vazia ou sem caráter é a criação, princípios, orientação. Vejo essa atitude como uma sabotagem egoísta e imatura. Respeito a mãe, mas para mim é discurso populista”, opinou um outro seguidor.

Últimas notícias