Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Equipes dos peões de A Fazenda 13 se manifestam contra Nego do Borel

Cantor está sendo acusado de suposto estupro de Dayane Mello dentro do reality da Record

atualizado 25/09/2021 16:14

Nego do BorelReprodução/Instagram

A bomba explodiu e a repercussão só aumenta. Depois que veio à tona as acusações dos fãs de A Fazenda 13 contra o cantor Nego do Borel, participante do reality da Record, que teria tentado fazer sexo forçado com a modelo Dayane Mello lá no confinamento de Itapecerica da Serra, os administradores dos perfis nas redes sociais dos outros peões colocaram a “boca no trombone”. Eles resolveram se pronunciar, neste sábado (25/9), sobre o caso e mostraram indignação contra o artista. 

No perfil do Instagram da influenciadora digital e empreendedora Mileide Mihaile, ex-mulher do cantor Wesley Safadão, uma foto da morena com um X vermelho na palma da mão mostra o posicionamento de sua equipe. No seguinte texto, eles falam sobre o assunto:

0

“Viemos por meia desta, diante das situações ocorridas na última madrugada de A Fazenda, nos solidarizar por Dayane, bem como por todas as outras mulheres que já sofreram qualquer tipo de violência, seja física, sexual, psicológica e/ou moral. Deixamos aqui nossa indignação e reafirmarmos que “NÃO É NÃO”. Gostaríamos de dizer que vocês não estão sozinhas e tais atitudes são extremamente sérias. Esperamos que sejam tomadas as medidas cabíveis diante da situação, de forma a não deixar mais que vítimas se questionem, se culpem ou se calem”.

O ADM do perfil da ex-panicat Aline Mineiro, também fez questão de comentar o caso e ressaltou que aguarda um posicionamento da emissora. 

“Viemos a público manifestar nossa solidariedade a Dayane e a todas as mulheres que já sofreram estupro ou qualquer outra forma de violência. Nós repudiamos todos e quaisquer atos e violência sexual, física, psicológica e/ou moral. Dito isso, aguardamos um pronunciamento partindo da Record TV para que medidas cabíveis sejam tomadas. Não é não, respeitem as minas!”, diz a nota de repúdio. 

A equipe da influenciadora digital Marina Ferrari escreveu no Twitter que a peoa ficou desconfortável com Nego do Borel, que estaria indo atrás dela de forma ostensiva. 

“Diante dos ocorridos nesta madrugada, viemos em nome de toda a equipe e de Marina, explicitar nosso repúdio a qualquer violação contra vontade. Esperamos a análise da emissora e o posicionamento das autoridades responsáveis. Que Dayane tenha todo apoio necessário neste momento. Também vimos que nossa Marina ficou desconfortável com o participante em questão, que estaria indo atrás dela de forma ostensiva. Reiteramos nosso apoio a Dayane, e desejamos que a situação se resolva da forma mais justa possível”, ressaltou o comunicado.

Dynho Alves, que teve uma briga séria com o cantor na primeira semana de programa, também foi representado. “ Não compactuamos e jamais iremos nos calar sobre o tal fato”, diz um trecho da nota. 

“A Equipe do Dynho Alves vêm a público manifestar seu veemente repúdio aos fatos ocorridos durante a última madrugada (25/9). Não compactuamos e jamais iremos nos calar sobre o tal fato. Dezenas de mulheres sofrem esse tipo de abuso diariamente, praticar ato sexual com indivíduo em estado de vulnerabilidade é crime. É indispensável que seja apurado e que Dayane receba todo apoio e acolhimento necessário dentro e fora do programa”, diz o comunicado.

“Infelizmente, o caso da Dayane não é um fato isolado: 7,5 milhões de mulheres já sofreram algum tipo de violência sexual na vida… Acreditamos na transparência e conduta da TV Record para que tome as mais severas atitudes e de início as punições que cabem! Bem como, esperamos que as autoridades competentes tomem as providências diante dos fatos ocorridos. Pois absolutamente nada é capaz de apagar as marcas profundas que tal acontecimento provoca! Estamos juntos nessa, contem com nosso total apoio e solidariedade no que for preciso! #nãoénão”, completou. 

Policiais na Record

equipe jurídica de Dayane Mello foi para a sede de A Fazenda 13, em Itapecerica da Serra (SP), acompanhada de policiais para abordar a direção do reality show e pedir esclarecimentos sobre a suposta tentativa de estupro praticada por Nego do Borel contra a modelo.

De acordo com os porta-vozes da modelo, revelada no Gran Fratello, o Big Brother da Itália, a direção e a produção da Record estariam dificultando a entrada e até mesmo as conversas sobre o caso, que escandalizou os fãs do reality show.

“A polícia e a equipe jurídica estão na porta da sede de A Fazenda neste exato momento, tentando contato imediato para que o jurídico e as autoridades possam a dar andamento nos trâmites legais do caso. Infelizmente a produção está dificultando o contato e averiguação dos fatos”, disse o perfil de Dayane Mello no Twitter.

Últimas notícias