Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Após áudios vazados, ex de DJ Ivis desabafa: “Querem me crucificar”

Pamella Holanda publica vídeo no qual afirma que divulgação de áudios é uma estratégia da defesa do produtor para descredibilizá-la

atualizado 25/07/2021 16:50

REPRODUÇÃO

Depois que foram divulgados áudios que expõem, ainda mais, a relação tóxica que Pamella Holanda vivia ao lado de DJ Ivis, a arquiteta veio a público nesta sexta-feira (23/7). Em vídeo publicado em sua conta no Instagram, ela fala sobre os áudios e o que tem sentido com a repercussão da história. “Agora a estratégia deles é essa, apelar para tirar minha filha de mim, tentar fazer com que as pessoas me crucifiquem”, disse Pamella, bastante emocionada.

Abalada, Pamella começa o vídeo contando que foi difícil tomar a decisão de gravar o vídeo e publicá-lo na rede social. “Vim falar sobre tudo o que tem acontecido e também sobre o que eu acho que possa vir acontecer. Sempre soube que as coisas que estão sendo vinculadas seriam usadas contra mim, era do meu conhecimento, e era uma das razões pelas quais eu tinha medo de me separar do Ivis”, diz.

0

Ela continua: “Na terça-feira, recebi uma ligação de um dos advogados dele, inclusive de um dos advogados que tem mais proximidade com ele, amigo dele pessoal. Ele me ligou para ler uma suposta carta que o Ivis tinha escrito para mim. Nessa carta, ele tenta apelar para o emocional, fala o quanto tem sido difícil, fala um pouco da Mel e, no final, me pede perdão. Na hora que o advogado me ligou, eu estava fazendo a janta da Mel e fui ouvindo o advogado lendo. Em nenhum momento demonstrei que sabia que ele ia fazer isso, uma das estratégias da defesa dele. O advogado depois perguntou sobre o que eu achava daquilo. A única coisa que disse era que não queria que tivesse chegado a esse extremo… Expor a vida dele, a minha, a da Mel… Não vejo ninguém se preocupando de fato com ela, principalmente ele, que é pai dela”.

A arquiteta reafirma que já sabia que os áudios se tornariam públicos. “Eu não me sensibilizei, porque sabia que eles iam fazer isso. Ontem, foi supostamente vazado áudios de brigas nossas. Eu tinha conhecimento desses áudios, ele sempre gravava nossas brigas, ele mesmo produzia defesa para ele porque sabia que estava errado, que seria desacreditado em vista do que ele fazia comigo. Contra imagens não tem argumentos”, fala.

“Ele apagou imagens da última casa que a gente morou, mas os advogados conseguiram recuperar. [Imagens] Dele me ameaçando com faca, gravações de áudios dele falando que ia mandar me matar, que estava há um planejando se separar de mim, que não tinha nada no nome dele, nem casa, carro, nada. Eu sempre soube que a defesa ia adotar essa estratégia de usar áudios, dizendo que são vazados. Estão no celular dele, não ia confiar a qualquer pessoa, porque tem tudo da vida dele lá. Ele compõe no celular gravando, não escrevendo”, revelou Pamella.

“Querem tirar minha filha de mim”

Para ela, o único objetivo era descredibilizá-la publicamente. “Eles querem apelar para a opinião pública, querem me pintar de louca, desequilibrada, sempre soube. Consigo vir aqui com tranquilidade. Não que eu esteja preparada, mas tinha noção que iam usar contra mim para dizer que sou péssima mãe, para me difamar, caluniar, para o pedido de liberdade dele ser aceito”, desatava.

Chorando, ela continua: “Eu tive depressão pós-parto, fiz terapia, tomei medicamentos, pela vida que eu levava com a pai da minha filha, ambiente hostil, em era agredida o tempo inteiro, não só fisicamente mas com palavras, falta de respeito. Fui agredida, inclusive, depois que cheguei do hospital, da minha cirurgia, da complicação que tive no parto da Mel… Agora a estratégia deles é essa, apelar para tirar minha filha de mim, de tentar fazer com que as pessoas me crucifiquem, que duvidem, me julguem… Tenho que ficar vendo e lendo os maiores absurdos, calada, porque até o que falo aqui pode ser usado contra mim. Eu me sinto completamente ferida”.

Nos áudios espalhados pela web nesta quinta-feira (22/7), Pamella dispara que o pai de sua filha se resume apenas à fama e ao dinheiro que ele possui e afirma ainda que se ela sumisse seria melhor do que viver ao lado dele. Já o cantor se defende, dizendo que tudo o que conseguiu foi graças ao seu trabalho: “Tudo o que tenho é fruto do meu trabalho e se você se jogasse daqui, com a sua filha, você seria resumida à uma mãe louca que se matou. Eu já te falei várias vezes que você pode sair e levar a Mel. Deixo esse apartamento. Já fiz tudo o que podia e não deu em nada”.

DJ Ivis está preso desde a última quarta-feira (14/7) pelas agressões à sua ex-mulher. Dois pedidos de habeas corpus já foram apresentados pela defesa do produtor, porém todos foram negados pelo STJ.

Últimas notícias