Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Ana Castela se explica após ser anunciada como apoiadora de Bolsonaro

Cantora sertaneja jogou a culpa na produção do show, dizendo que não sabia da "entrada especial" envolvendo política

atualizado 01/10/2022 13:33

Ana Castela apoia Jair Bolsonaro (Reprodução)

A abertura de um show de Ana Castela, do hit Pipoco, em Santa Fé do Sul (São Paulo), bastou para desencadear uma enorme polêmica e o “cancelamento” da cantora nas redes sociais. A contagem regressiva antes da sertaneja de 18 anos entrar no palco iniciou a partir do 22, já o número 13, do candidato Lula, foi trocado para 12+1.

Numa tentativa de se explicar, a artista jogou a culpa na produção do show, dizendo que não sabia dessa “entrada especial” envolvendo política. “Não fui eu quem fez essa abertura. Não me envolvo em política, só quero saber de música. Só fui saber quando o show acabou”, justificou ela. Ludmilla, que já dividiu o palco com a sertaneja, deixou de seguir a cantora no Instagram.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Ana Castela surgiu no cenário musical durante a pandemia, com vídeos de covers no Youtube. O material chamou atenção de Rodolfo Alessi, compositor e cantor da dupla Fabinho e Rodolfo. Ele e Raphael Soares, da dupla Léo e Raphael, já estavam de olho no crescimento do estilo, o que fez nascer uma sociedade na produtora Agroplay.

Ana Castela marca a chegada de uma nova geração à música sertaneja. Jovem é da geração TikTok, que aposta em músicas e batidas, que brinca e mistura até mesmo contornos do funk.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga @leodias no Instagram.

Agora também estamos no Telegram! Clique aqui e receba todas as notícias e conteúdos exclusivos em primeira mão.

Mais lidas
Últimas notícias