Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Affair de Eduardo Costa alfineta ex-marido: “Sempre foi sustentado”

Mariana Polastreli conta que o ex-cônjuge, Eduardo Polastreli, não tem profissão nem fonte de renda

atualizado 23/06/2021 16:14

Mariana PolastreliReprodução

Depois que Eduardo Polastreli resolveu expor publicamente que estava sendo traído pela influenciadora digital e empresária Mariana Polastreli – que vive um romance com o cantor Eduardo Costa –, a loira resolveu colocar a boca no trombone. Em entrevista exclusiva à coluna Leo Dias, ela afirma que o ex-marido está “descontrolado” porque não aceita a separação que ela pede desde 2019. “Eu era o homem da casa, sustentava ele em tudo. Não aguentei mais”, confessa.

Mariana Polastreli conta que o ex não tem profissão nem fonte de renda. “Sou a provedora do lar, única e exclusivamente. Ele é mantido por mim desde 2014, não é engenheiro coisa nenhuma. Cursa Engenharia em uma faculdade a distância que eu pago. São R$ 500 por mês debitados no meu cartão de crédito. Ele não tem conta no nome dele, nada. E perdeu o porto seguro dele, que sou eu. Eu faço papel de mãe do Eduardo, que depende de mim financeiramente e emocionalmente. Ele está sendo covarde e foi dominado pela ira, por isso está fazendo tudo isso”, destaca.

0

De acordo com a empresária, o ex-marido sempre quis desfrutar, à custa dela, uma vida de luxo. “Ele não sabe o que é pagar aluguel e fazer compras do mês. Adora fazer compras no mercado e sai comprando tudo, sem se preocupar. O celular dele é melhor que o meu, e foi pago por mim. Em 2014, ele abriu uma empresa, que era um desejo dele, no meu nome, mas faliu e eu arquei com as dívidas”, diz Polastreli.

A digital influencer conheceu Eduardo quando tinha 18 anos e logo engravidou do primeiro filho, hoje com 13 anos. O casal tem mais dois meninos – um de 9 meses e o outro de 9 anos. “Ele foi o meu primeiro homem. Engravidei no primeiro encontro. A gente se conheceu e já engatamos um relacionamento sério. Ele era motorista na época. Fui parceira dele, durante todos esses anos. No momento em que ele estava lá embaixo, eu o puxei. Mas eu acabei perdendo o interesse nele. A vida dele estagnou. Eu queria crescer, e ele na mesma. Não cresceu comigo financeiramente. Sempre levei todos os problemas nas minhas costas. Eduardo não tem visão de nada. Era mais um filho do que marido. E sempre fez papel de bom moço para todo mundo”, destaca.

Quando decidiu sair de casa para conseguir se separar definitivamente, Polastreli quis levar apenas suas roupas e um de seus dois carros. “Não quis deixá-lo passar necessidade. Só levei minhas roupas. Até um dos meus carros está com ele. Deixei porque ele é o pai dos meus filhos, não queria deixá-lo desamparado. Eu consigo reconstruir tudo, recomeçar do zero, porque sei da minha força, da minha capacidade. Sempre trabalhei muito. Eu não tenho vida deslumbrante, não venho de berço. Sou uma pessoa simples, mas batalhadora”, garante.

A empresária volta a falar do filho mais velho, que, segundo ela, está sofrendo com a situação. “Esse cara está extremamente descontrolado. Sou filha de pais separados. Minha mãe nunca me colocou contra o meu pai e ele está colocando meu filho mais velho contra mim. Eu nunca faria isso. Ele está debochando da minha cara. Meu filho está sofrendo muito. Covardia, pois Eduardo está com ódio de mim e usa as crianças. Não aceita ser largado”, desabafa Polastreli, que vai ingressar com uma ação judicial contra o ex-marido, por calúnia e difamação.

Últimas notícias