Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Advogado de Cid Moreira rebate acusações de filho: “Quer dinheiro”

Coluna conversou com Fernando Ayres da Motta, advogado do ex-apresentador do Jornal Nacional

atualizado 17/04/2022 18:37

Reprodução

Após publicar o pedido de prisão protocolado pela defesa de Roger Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, na última quinta-feira (14/4), a coluna LeoDias conversou com Fernando Ayres da Motta, advogado do ex-apresentador do Jornal Nacional. Além de rebater as acusações de homofobia e trabalho infantil por parte do apresentador, Motta também confirmou que o único interesse de Moreira é financeiro. 

“O Roger, além de ser mentiroso, está forçando essa situação para ver se tira algum (dinheiro) do pai”, afirmou Fernando Ayres à coluna. 

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Ayres alega que Roger só começou a lutar judicialmente contra Cid por conta de uma reversão em uma cláusula que o apresentador tinha no casamento com Ulhiana Naumtchyk. “O Cid tinha um cláusula na separação dele (com Ulhiana) que o obrigava a pagar 50% de tudo que ele recebesse (à ex-esposa) até ele morrer. Então, eles (Ulhiana e Roger) teriam garantido uma pensão de 50% de tudo aquilo que ele ganhasse. Eu fui constituído na época e entrei com uma declaração para que se considerasse nula essa cláusula. E foi considerada nula, então a ex-mulher e ele (Roger), por extensão, pararam de receber. De lá pra cá, ele está querendo transformar a vida do pai em um inferno”.

O advogado detalhou que uma das queixas-crime movidas contra Maria de Fátima, esposa do ex-apresentador, foi arquivada por falta de provas: “Nós temos dado resposta a esse rapaz (Roger) e ao irmão dele (Rodrigo Moreira) na Justiça. A queixa crime que eles promoveram contra a Maria de Fátima, o Ministério Público promoveu o arquivamento pela absoluta falta de provas”. 

Outra mentira que Fernando Ayres afirma que Roger Moreira propaga é em relação a idade em que foi adotado. Segundo o advogado, o filho adotivo foi adotado com 25 anos e não com 13, como afirma. “Ele foi adotado por influência da ex-mulher do Cid que era a tia (Ulhiana Naumtchyk) dele. E quando ele diz que ele foi adotado com 13 anos é mentira. Ele foi adotado com 25 anos, maior e capaz”. 

O advogado afirma que Cid Moreira sequer teria o adotado caso fosse homofóbico, uma vez que, segundo Fernando Ayres, Roger Moreira já era maior de idade: “Ele inventou essa tese de homofobia que foi adotado aos 13 anos. Ele tem pai e mãe (biológicos) vivos e mesmo assim o Cid sempre teve a maior amizade e, de repente, ele se voltou contra ele”. 

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga @leodias no Instagram.

Agora também estamos no Telegram! Clique aqui e receba todas as notícias e conteúdos exclusivos em primeira mão.

Mais lidas
Últimas notícias