Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Republicanos autoriza e Damares Alves será candidata avulsa ao Senado

Ministra chegou a integrar a chapa oficial de Ibaneis Rocha, mas deixou a vaga após costura feita pelo presidente Jair Bolsonaro

atualizado 03/08/2022 1:07

Damares Alves, política brasileira. Ela tem pele branca e cabelos curtos e pretos- MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

Ex-ministra da Família, Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves foi autorizada, nesta terça-feira (2/8), a encabeçar candidatura avulsa ao Senado Federal.

Com a decisão, a aliada de Jair Bolsonaro (PL) retorna ao cenário político em busca dos votos mais conservadores. A representante evangélica foi excluída da formação original da chapa de reeleição de Ibaneis Rocha (MDB) a pedido do próprio presidente da República. 

Agora, na prática, ela disputará os votos dos eleitores com a também ex-ministra Flávia Arruda (PL), deputada federal e esposa do ex-governador José Roberto Arruda (PL). Flávia assumiu oficialmente a candidatura ao Senado pela chapa de Ibaneis.

Partido avalia lançar candidatura de Damares avulsa da chapa Ibaneis

Mesmo como candidata avulsa, Damares pedirá votos, mesmo que informalmente, para a reeleição do atual governador.

De acordo com as regras eleitorais, a coligação oficial só poderá lançar um nome apenas para a disputa ao Senado. Mas nada impede que partidos aliados lancem, informalmente, por conta própria suas apostas.

Após a publicação desta reportagem, a ex-ministra desconsiderou a informação de dirigentes partidários e garantiu que não deve concorrer ao Senado de forma avulsa.

Mais lidas
Últimas notícias