Os bastidores das notícias, e os principais personagens, que movimentam a política do Distrito Federal

Após pedir por integridade de Lázaro, Defensoria emite alerta por ameaças

Em comunicado, a Defensoria Pública do DF orienta que funcionários se cerquem de medidas de segurança depois de ataques nas redes sociais

atualizado 24/06/2021 13:07

Giovanna Bembom/Metrópoles

Após apresentar pedido de proteção especial à integridade física e mental de Lázaro Barbosa, a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) emitiu um alerta aos servidores e funcionários, nesta quinta-feira (24/6), para que se cerquem de todas as medidas de segurança possíveis ao ingressarem na sede ou outras unidades do órgão.

Na segunda-feira (21/6), a defesa de Lázaro Barbosa entrou com um requerimento que visa proteger os direitos individuais do foragido em possível ato de recaptura. Além disso, a solicitação protocolada na Justiça prevê salvaguarda contra “qualquer forma de sensacionalismo e exposição vexatória”.

De acordo com o comunicado da defensoria, o requerimento gerou sucessivos e intensos ataques e ameaças nas redes sociais vinculadas à DPDF. A orientação do órgão com relação à segurança tem o objetivo de “evitar transtornos ou risco à integridade física” dos funcionários.

Requerimento

O requerimento protocolado na Justiça também prevê que, em caso de prisão, Lázaro seja alocado “em instalações seguras, se possível, sem ter que dividir cela com outros internos do estabelecimento prisional, em caso de ser recapturado com vida”.

Em nota, a defensoria afirma que esse “um procedimento comum, em casos dessa natureza, tendo por objetivo a garantia do cumprimento da legislação vigente após a eventual captura de Lázaro”.

Os pedidos são da Defensoria Pública do DF e foram endereçados à Vara de Execuções Penais do DF (VEP-DF) e aguardam decisão da juíza Leila Cury.

16 dias

A força-tarefa das polícias de Goiás e do Distrito Federal entrou, nesta quinta-feira (24/6), no 16º dia de buscas, na região de Girassol, distrito de Cocalzinho, no Entorno. O fugitivo é acusado de cometer diversos crimes – entre eles, uma chacina que vitimou quatro pessoas da mesma família, no Incra 9, em Ceilândia, em 9 de junho deste ano.

Veja fotos das buscas:

0

Últimas notícias