Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Veja as últimas novidades de outono/inverno 2021 do Paris Fashion Week

Apresentações digitais de grifes como Schiaparelli, Givenchy, Dior, Balmain e Chanel marcaram a segunda metade do evento

atualizado 11/03/2021 11:24

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da SchiaparelliDaniel Roseberry/Schiaparelli/Divulgação

A programação de outono/inverno 2021 do Paris Fashion Week dedicada às coleções femininas chegou ao fim nessa quarta-feira (10/3). Como normalmente ocorre, a Louis Vuitton encerrou o calendário oficial do evento, realizado de maneira exclusivamente digital por causa da pandemia de Covid-19. No último domingo (7/3), a coluna mostrou os destaques da primeira metade do PFW. Agora, traz as apostas de grifes renomadas como Schiaparelli, Dior, Balmain e Chanel, incluindo o primeiro desfile realizado por Matthew M. Williams para a Givenchy.

Vem comigo!

Giphy/Fabien Baron/Dior/Reprodução

Givenchy

Sofisticação, silhuetas ousadas, texturas e tons escuros marcam a segunda grande coleção de Matthew M. Williams para a Givenchy. Nesta temporada, o estilista fez, também, seu primeiro desfile como diretor criativo da grife francesa, gravado em uma arena de Paris. O compilado, estilo coed (com peças femininas e masculinas juntas), reúne a estética industrial de Williams com o glamour fetichista da label.

A alfaiataria estruturada e noturna oferece as peças mais discretas da coleção. Mesmo nas roupas diurnas, o designer explora silhuetas gráficas e volumosas, com ombros e lapelas marcadas, sem falar nos casacos de couro acolchoados e nas camadas.

As sobreposições deram um ar moderno e urbano aos looks. Williams volta a apostar em tecidos transparentes com aplicações metálicas e um forte trabalho com acessórios. Destaque para as luvas de faux fur e as garrafas d’água de luxo, bem como os sapatos futuristas e minimalistas.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
A nova coleção de Matthew M. Williams para a Givenchy é repleta de sobreposições

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
As luvas de pele falsa se destacam

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
As transparências também marcam presença

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
Os casacos apresentam silhuetas volumosas e exageradas

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
Pelo visto, as garrafas d’água de luxo vieram para ficar

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Givenchy
Este foi o primeiro desfile de Williams para a Givenchy, apresentando sua segunda grande coleção para a grife

 

 

Schiaparelli

Se tem alguém que sabe traduzir os códigos surrealistas da Schiaparelli com modernidade, este é Daniel Roseberry, diretor criativo da grife francesa desde 2019. Apesar de ter alguma silhueta mais extravagante aqui ou ali, as peças da nova coleção são comerciais o suficiente para emplacar no street style.

Em contrapartida, Roseberry caprichou na ousadia dos detalhes, trabalhados em dourado. O designer criou botões, óculos, cintos e acessórios de cabeça com formas lúdicas e anatômicas, incluindo cadeados, flores e orelhas. Porém, são as silhuetas em formato de seios que roubam a cena, em bolsas e tops. A pomba dourada do vestido de Lady Gaga na posse de Joe Biden aparece como broche ou estampa.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
Apesar de ser mais comercial, é prêt-à-porter (pronto para vestir, em tradução livre). A coleção de outono/inverno 2021 da Schiaparelli traz surrealismo nos detalhes

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
Algumas silhuetas são mais marcantes…

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
… mas são os detalhes em dourado que chamam a atenção!
Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
Entre esses detalhes, formas inspiradas em seios

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
O detalhe aparece em várias peças

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Schiaparelli
Acessório e sapatos com um ar “diferentão”

 

 

Dior

O novo desfile da Dior foi gravado no Salão dos Espelhos do Palácio de Versalhes. Para isso, o espaço foi decorado com espelhos encerados e decorados com espinhos, criação da artista italiana Silvia Giambrone para abordar a relação entre as mulheres e o próprio reflexo. As cores do cenário e das roupas são predominantemente escuras.

A coleção, criada por Maria Grazia Chiuri, é inspirada nas versões originais (e mais sombrias) dos contos de fada, sem deixar de lado a pegada pragmática e comercial da designer italiana. Capuzes remetem à personagem Chapeuzinho Vermelho, enquanto vestidos com alças caídas e mangas bufantes se assemelham aos longos de princesas como Cinderela e Bela. Looks com pegada colegial, como as combinações de vestidos pretos e camisas, lembram diretamente a Alice de Lewis Carroll.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
Look que remete ao visual icônico da protagonista de Alice no País das Maravilhas, na adaptação lançada pela Disney em 1951

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
Este modelo cocktail, com alças caídas, lembra o longo amarelo icônico de Bela na animação da Disney

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
O vestido plissado com cinto é um clássico nas coleções de Maria Grazia Chiuri para a Dior

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
As peças com capuz, possivelmente, são uma referência à icônica Chapeuzinho Vermelho

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
Xadrez é outra temática recorrente nos trabalhos de Chiuri para a grife, especialmente nas coleções de inverno

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Dior
Este longo marcante encerrou o desfile, gravado no Salão dos Espelhos do Palácio de Versalhes

 

 

Balmain

As grandes viagens de Pierre Balmain após a Segunda Guerra Mundial, com passagens por Estados Unidos, Inglaterra e Austrália, são o ponto de partida de Olivier Rousteing para o outono/inverno 2021 da grife francesa. Desta vez, roupas, calçados e acessórios desembarcam com um ar bem jet-setter.

Para filmar e fotografar as peças, a Balmain escolheu um avião Air France 777 e um hangar do Aeroporto Charles de Gaulle. Entre vestidos de festa, conjuntos de alfaiataria e peças com um ar mais street, Rousteing traz detalhes que formam silhuetas e texturas.

Entre as bolsas, há modelos que imitam as formas de bagagens de mão, bússolas e até almofadas de pescoço. Em várias produções, os casacos e macacões roubam a cena. O neon verde, laranja e rosa se destaca entre as cores, assim como os tecidos metálicos em dourado e prateado.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
No fall-winter 2021 da Balmain, Olivier Rousteing propõe uma viagem

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
Vários casacos roubam a cena

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
A logomania aparece pouco, mas também tem seu lugar

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
As peças em prateado metálico dão um toque especial retrofuturista

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
Se depender da Balmain, o neon ainda terá espaço na moda

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Balmain
Que tal uma bolsa em formato de almofada de pescoço?

 

 

Chanel

Nesta temporada, a Chanel trocou seu tradicional endereço de desfiles, o Grand Palais (que está fechado para reforma), por um show gravado no clube noturno Chez Castel. Virginie Viard, diretora criativa da grife, traz referências aos esportes de inverno, em especial o esqui, que inspira macacões, casacos e botas.

Casacos longos de tweed cobrem conjuntos de saia e top cropped, além de combinações com hot pants, que deixam boa parte das pernas à mostra. As fendas também são um destaque, especialmente no look que revela uma cinta- liga incrustada de cristais.

As calças têm cintura alta e modelagens soltas. Pele falsa acrescenta uma textura invernal a casacos, coletes, tailleurs e botas. Seguindo a tendência das microbags, a grife aposta em vários porta-batons como colares. O estilo de Stella Tennant, modelo ícone da Chanel que morreu em dezembro, também foi uma das inspirações.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
Botas felpudas marcam presença no novo compilado da Chanel

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
Repare na cinta-liga com cristais. Seria o novo acessório-desejo da temporada?

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
Virginie Viard também explorou uma pitada de anos 1970

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
Outro acessório que promete para a próxima temporada é o colar de porta-batom, ideia que a Louis Vuitton aderiu há alguns anos

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
A pele falsa deixa o casaco mais descontraído

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Chanel
Casaco em couro dourado

 

 

Louis Vuitton

Nicolas Ghesquière deixou os moletons da quarentena de lado e se jogou na criatividade no outono/inverno 2021 da Louis Vuitton. O desfile da grife encerrou a Semana de Moda de Paris, realizado na ala Denon, do Museu do Louvre, com o hit Around The World, do Daft Punk, na trilha sonora. Durante o show gravado, as modelos cruzavam estátuas trajando peças que têm tudo a ver com a estética retrofuturista e sci-fi do estilista.

Parte da inspiração de Ghesquière veio de representações da feminilidade, como Diana, Minerva e Vênus. O resultado surge na forma de casacos exagerados, saias com ondulações assimétricas em tule e outros tecidos, botas estilo slouchy e estampas artísticas e supermodernas. Entre elas, artes do italiano Piero Fornasetti (1913-1988). As sobreposições de peças não deixam a desejar.

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
Ghesquière deixou os moletons da quarentena de lado e se jogou em peças mais decoradas para o FW21 da Louis Vuitton

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
Casaco exagerado com um toque sci-fi

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
As saias com ondulações assimétricas também chamam a atenção

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
Entre os calçados, o destaque é das slouchy boots

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
A coleção propõe mistura de estampas, cores e texturas

 

Look da coleção de outono/inverno 2021 prêt-à-porter da Louis Vuitton
O desfile da grife encerrou a Semana de Moda de Paris, como de costume

 

 

Vale destacar que esta edição do Paris Fashion Week teve várias ausências marcantes, incluindo Balenciaga, Celine, Alexander McQueen e a Saint Laurent, que decidiu apresentar suas novas coleções em um calendário próprio. Outras grifes, como Olivier Theyskens e Mugler, devem exibir suas novidades no fim deste mês, segundo o WWD.


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias