com Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

TikTok se torna trampolim para modelos em início de carreira

Em meio ao isolamento, a rede social é o novo foco das agências que buscam profissionais para as passarelas internacionais

atualizado 20/04/2020 19:16

Kristen Hanche@kristenhancher/Instagram/Reprodução

Nos anos 1990, uma mulher deveria ter beleza e boa forma – dentro dos padrões perfeccionistas e obsoletos – para se tornar uma modelo de sucesso. Hoje, graças às redes sociais e a movimentos que defendem mais diversidade, os requisitos para essa ocupação transcendem a estética. Ainda que os maiores nomes da atualidade ofereçam rostos únicos e caminhares confiantes, o engajamento nas plataformas on-line também determina o potencial comercial de uma modelo. De olho nessa tendência, uma das maiores agências do mundo tem voltado seus olhos ao TikTok, no intuito de achar rostos já difundidos entre a geração Z.

Vem comigo saber mais!

Em 2014, a IMG Models lançou o projeto We Love Your Genes, focado em encontrar novos talentos no Instagram. Desde então, 25% das modelos da agência passaram a ser recrutadas a partir da rede de compartilhamento de imagens, fazendo a empresa criar um departamento voltado à plataforma.

Diana Silvers
Diana Silvers foi uma das modelos convocadas pela agência por meio do Instagram

 

Agora, em meio ao isolamento, a companhia pretende expandir o trabalho para o TikTok, aplicativo que acaba de alcançar um bilhão de instalações. Foram 115 milhões de usuários inscritos apenas em março.

TikTok de Camila Coelho
O TikTok é uma rede de compartilhamento de vídeos

 

Aplicativo acaba de ultrapassar um bilhão de downloads

 

Thássia Naves
Durante o isolamento, muitas personalidades da moda passaram a explorar mais a ferramenta

 

Jeni Rose, vice-presidente sênior da IMG, disse que a iniciativa atende a uma demanda já recorrente entre os bookers que atuam nas redes sociais. “Eles achavam que deveríamos começar a olhar para o TikTok, por conta do grupo demográfico que ele representa e por que o Instagram já não é tão promissor como antigamente. No entanto a gente pensava ‘não estamos velhos demais para isso? Como esse app funciona?’”, afirmou ao site Fashionista.

Mesmo com a resistência dos diretores, a agência pensou em começar a explorar a plataforma apenas no segundo semestre, mas a pandemia fez a empresa adiantar os planos. “Estamos acostumados a viajar pelo mundo em busca de talentos, mas não sabemos quanto tempo isso vai durar. Decidimos nos virar para aprender a explorar o TikTok, mesmo que não seja algo fácil para quem tem mais de 14 anos”, brincou Jeni.

@maisa/Instagram/Reprodução
A Dolce & Gabbana é uma das empresas que apostam no TikTok. Recentemente, a grife italiana convidou influenciadores da rede para uma ação

 

Emma Chamberlain
A Louis Vuitton convidou Emma Chamberlain, um dos grandes nomes da plataforma, para registrar o desfile de outono/inverno 2019/20 em seu perfil

 

Noen Eubanks, astro do TikTok, foi convidado para campanha da Celine

 

Surpreendentemente, a IMG encontrou muitos pontos positivos na rede social. Além de se conectar facilmente com os jovens, a empresa tem acesso a um conteúdo menos retocado. “Me remete aos primeiros dias do Instagram, quando víamos fotos muito genuínas. Não era essa coisa idílica que vemos atualmente”, defendeu Rose.

No momento, a agência tem nove olheiros dedicados à procura de talentos na plataforma. “Você vê muita personalidade, porque vídeos entregam mais do que fotos. Me pergunto como trabalhávamos há 20 anos usando apenas polaroids. Com vídeo é muito mais fácil, você vê tudo. Vê como alguém realmente é”, afirmou a executiva.

Charli d’Amelio
Jeni Rose enxerga mais autenticidade na rede social

 

Charli d’Amelio
Personalidades da plataforma têm chamado a atenção das grifes de luxo

 

Kristen Hanche
Kristen Hanche já conseguiu emplacar capa de revista por conta de seu sucesso no app

 

Como as reuniões presenciais estão suspensas durante o distanciamento, a empresa tem contatado pessoas com potencial para formar um banco de novos talentos, no intuito de desbravá-lo após a Covid-19 estar sob controle.

“Quando você faz esse tipo de abordagem, nove em cada 10 pessoas nunca pensaram em ser modelo. Então, uma reunião presencial é fundamental, principalmente no caso do TikTok, onde a maioria das pessoas abordadas são menores. É necessário explicar para os jovens e seus pais o que esse trabalho significa, como evolui e, principalmente, que isso é um hobby até que eles terminem a escola”, explicou a vice-presidente sênior da IMG.

Loren Gray
IMG espera fim da quarentena para marcar reuniões com os pais das aspirantes a modelo

 

Kristen Hanche
Agência espera alcançar a geração Z com os novos talentos

 

Até o momento, a IMG contratou quatro pessoas por meio do TikTok e está em contato com outras 30. “Não acho que a crise vá nos impactar, porque fomos capazes de transformar o problema em uma oportunidade de alcançar um novo público”, opinou Rose.

“Amo a genuinidade do TikTok e espero que isso não mude, porque costumava ser assim no Instagram. É incrível que as crianças estejam criando conteúdo por conta própria, sem ter que ser bonito, perfeito e filtrado. São apenas elas se divertindo”, finaliza a scouter.

 

Colaborou Danillo Costa

Últimas notícias