Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Funcionários e designers viram modelos em campanhas de marcas de luxo

Equipes da Gucci e da Burberry, por exemplo, protagonizaram imagens para lookbooks das grifes. Até pets aparecem nas fotos da Acne Studios

atualizado 24/09/2020 9:23

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020Anders Edström/Acne Studios/Divulgação

A pandemia trouxe mudanças curiosas para a indústria da moda. Algumas delas podem até ser passageiras, mas, outras, possivelmente ainda veremos por muito tempo. No início do ano, marcas passaram a colocar os próprios modelos para se fotografarem de casa, vestindo as peças. Mais recentemente, a história mudou um pouco: etiquetas de luxo fizeram imagens de seus próprios funcionários, ou de “pessoas comuns”, para campanhas e lookbooks, em vez de modelos profissionais, artistas do show business ou influenciadores digitais.

Vem comigo saber mais!

Giphy/Acne Studios/Gucci/Burberry/Divulgação

Pode parecer algo novo, mas a tendência observada recentemente não vem de agora em algumas empresas. Para etiquetas como J.Crew, Macy’s e ModCloth, fotografar pessoas comuns para campanhas e catálogos é uma realidade há anos, como cita o site Fashionista. A novidade fica por conta da indústria de luxo, que não tinha esse costume até poucos meses atrás. Brandon Maxwell, por outro lado, fez isso ainda em 2019.

A campanha de outono/inverno 2019 de Maxwell, divulgada muito antes da pandemia de Covid-19, mostrou membros da equipe do designer modelando para as imagens. O belga Martin Margiela, no passado, ficou conhecido por convidar “pessoas reais” para desfilarem em seus shows.

Entre os exemplos recentes, há marcas que colocaram os próprios diretores criativos para estrelarem as fotos de catálogos. Foi o caso de Gabriela Hearst e Philipp Plein, para suas grifes homônimas.

No caso recente da Altuzarra, a avó materna, a mãe, uma prima e a filha do estilista Joseph Altuzarra são estrelas de sua campanha de outono/inverno 2020. “Acho que acrescenta muita profundidade às histórias que os designers estão contando. No meu caso, minha família é uma parte importante da minha vida e da minha identidade, e incluí-los na narrativa da marca foi emocionante e gratificante”, contou o estilista à Elle americana.

Para muitos, ver dezenas de campanhas com os mesmos rostos de sempre – como das irmãs Hadid ou de Kendall Jenner – pode parecer entediante. Dessa forma, abrir o leque de opções para outras pessoas, que não sejam modelos profissionais, é mais do que oportuno. No contexto da pandemia, algumas marcas deram um passo além ao colocar os próprios funcionários para estrelarem catálogos e campanhas. Esta é uma forma de mostrar quem, na maioria das vezes, passa despercebido nos bastidores.

Brandon Maxwell - campanha outono-inverno 2019
Na campanha outono/inverno 2019, Brandon Maxwell chamou funcionários de sua própria marca para estrelar as imagens. Mal sabia ele que, com a chegada da pandemia, outras marcas iriam aderir à ideia

 

Altuzarra campanha outono-inverno 2020
Recentemente, Joseph Altuzarra lançou a campanha de outono/inverno 2020, estrelada por sua avó materna, a mãe, uma prima e a filha, Emma Altuzarra-Weissman, que aparece nesta foto

 

Altuzarra campanha outono-inverno 2020
Esta é a mãe do designer, Karen Altuzarra, posando com peças da marca. Um vídeo dela provando peças do pre-fall 2020 fez o maior sucesso nas redes sociais da grife

 

Lookbook de Resort 2021 da Gabriela Hearst
A estilista Gabriela Hearst aparece em fotos de seu próprio lookbook de Resort 2021, a exemplo desta

 

Philipp Plein primavera/verão 2021 masculina
O estilista Philipp Plein estrelou o próprio lookbook da coleção primavera/verão 2021 masculina

 

Veja exemplos de outras grifes que apostaram na ideia recentemente:

Gucci

Dentre os exemplos recentes, está a Gucci – primeira a investir na ideia. Para apresentar a coleção batizada de Epilogue (Epílogo), a grife italiana convocou membros da própria equipe de design para ser os modelos do lookbook.

As imagens, feitas por Mark Peckmezian, trazem o styling excêntrico e bem trabalhado da marca, com direito a etiquetas que indicam o nome e a função dos respectivos funcionários. Há designers de prêt-à-porter feminino, masculino, e várias outras divisões do setor.

Na coleção Epilogue, Alessandro Michele descreveu a proposta como uma inversão de papéis. “As roupas serão usadas por quem as criou. Os estilistas com quem, todos os dias, divido o deslumbramento da criação, vão tornar-se os performers de uma nova história. Eles vão agarrar a poesia com que contribuíram para moldar”, compartilhou a marca. Antes mesmo do Milão Fashion Week Digital, em julho, Alessandro havia apresentado a equipe na parte final do desfile de outono/inverno 2020, em fevereiro.

 

Gucci - lookbook - coleção Epilogue
Para o lookbook da coleção Epilogue, que corresponde ao resort 2021, a Gucci transformou os membros da equipe de design da marca em modelos

 

Gucci - lookbook - coleção Epilogue
Este, por exemplo, é Marvin Desroc, designer de prêt-à-porter masculino

 

Gucci - lookbook - coleção Epilogue
“As roupas serão usadas por quem as criou”, declarou o diretor criativo Alessandro Michele

 

Gucci - lookbook - coleção Epilogue
Olivia Kodé é designer da seção de roupas infantis

 

Gucci - lookbook - coleção Epilogue
O styling traz toda a excentricidade marcante no trabalho de Alessandro Michele para a Gucci

 

Burberry

Para o lookbook de pre-spring 2021, a Burberry chamou não só membros da equipe de design como funcionários de vários setores da marca: pessoas da equipe financeira, de varejo, merchandising, entre outros. As imagens foram feitas no lado de fora da casa de cada profissional, na Inglaterra. De acordo com a etiqueta, toda a produção seguiu restrições de distanciamento social.

Uma das colegas de Riccardo Tisci, diretor criativo da marca, posou segurando o gato de estimação. “Estou muito orgulhoso desta coleção, que não só reflete e celebra os códigos únicos que fazem a casa como também a diversidade de talentos que representa a nossa comunidade Burberry, trazendo a magia do mundo Burberry à vida”, afirmou o estilista em comunicado.

Burberry - lookbook Pre-Spring 2021
A Burberry trouxe não só membros da equipe de design como funcionários de vários segmentos da marca, incluindo merchandising, financeiro, entre outros

 

Burberry - lookbook Pre-Spring 2021
Esta moça posou com o gato de estimação

 

Burberry - lookbook Pre-Spring 2021
Esta funcionária apareceu em cima de uma caixa que parece ser de madeira

 

Burberry - lookbook Pre-Spring 2021
Os membros da equipe da marca posaram perto de suas próprias casas, na Inglaterra

 

Burberry - lookbook Pre-Spring 2021
Segundo a etiqueta, as restrições de distanciamento social foram cumpridas

 

Acne Studios

Não só os membros da equipe da Acne Studios estrelam a campanha de outono/inverno 2020 como seus próprios bichos de estimação. Apesar de o foco ser nos humanos, que vestem as peças da coleção, são os cães que roubam a cena nas imagens. As fotos foram feitas pelo sueco Anders Edström em um apartamento escuro de Estocolmo, com decoração minimalista.

Entre os profissionais que estrelam as imagens, está Ioana Ciocan, designer técnica, que posa com Jasper, seu bulldog francês. O diretor global de atacado, Pontus Björkman, com Kenzo, seu yorkshire terrier. O dachshund pumba miniatura pertence ao diretor de comunicações globais Edouard Schneider. Algumas peças da coleção, como blusas, moletons e camisetas, incluem pinturas de cães criadas pela artista britânica Lydia Blakeley.

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020
Na campanha de outono-inverno 2020 da Acne Studios, funcionários da grife posam com seus cães

 

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020
O resultado é intimista e minimalista

 

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020
As imagens foram clicadas por Anders Edström

 

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020
Os pets roubam a cena na campanha!

 

Acne Studios - campanha outono-inverno 2020
Algumas peças incluem pinturas que remetem a cães, criadas pela artista britânica Lydia Blakeley

 

O diretor criativo da Acne Studios, Jonny Johansson, não aparece na campanha, mas comentou, via comunicado, que também adotou um cachorro. “Desde então, comecei a notar as ‘pessoas caninas’, andando, sendo e se vestindo. Eu não as via da mesma forma antes, e agora acho que me tornei uma. Para esta coleção, eu queria dar crédito a essa subcultura e destacá-la por toda a inspiração que ela me deu”, ressaltou.


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias