Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi e Victoria Abel

PSDB adia pela 2ª vez reunião para analisar apoio a Simone Tebet

Decisão atende a desejo da ala do partido ligada a Aécio Neves, com quem o presidente do PSDB, Bruno Araújo, jantou nessa terça-feira (24/5)

atualizado 25/05/2022 18:20

Presidente do PSDB Bruno Araujo Igo Estrela/Metrópoles

O presidente do PSDB, Bruno Araújo, avisou a lideranças da sigla que vai adiar pela segunda vez a reunião da executiva nacional do partido para analisar o apoio à candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) ao Palácio do Planalto.

Inicialmente, a reunião estava prevista para a última terça-feira (24/3). Na véspera, porém, o partido adiou o encontro para a próxima quinta-feira, 2 de junho. Agora, Araújo deve adiar novamente para uma data ainda não definida.

A cúpula do PSDB quer usar esse tempo do adiamento para negociar com o MDB acordos eleitorais nos estados em troca do apoio a Tebet na disputa presidencial. Entre eles, o Rio Grande do Sul e o Distrito Federal.

A decisão de Bruno Araújo atende à ala da legenda contrária à aliança com Simone Tebet. Esse grupo é liderado pelo deputado Aécio Neves (PSDB-MG), com quem o presidente do PSDB jantou nessa terça-feira (24/5), em Brasília.

A estratégia dessa ala tucana é de que o tempo extra do adiamento da reunião sirva para mostrar que a candidatura de Tebet é “inviável”. Atualmente, a senadora patina nas pesquisas eleitorais, com 1% das intenções de voto.

O desejo do grupo de Aécio é de que o PSDB lance uma candidatura própria. Os nomes defendidos por ele são o do ex-governador gaúcho Eduardo Leite ou do senador cearense Tasso Jereissati.

Mais lidas
Últimas notícias