Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Os empresários que mais doaram para o jantar em homenagem a Lula

Jantar de homenagem ao ex-presidente Lula, em dezembro, em São Paulo, teve doação de empresas

atualizado 14/01/2022 11:27

Ricardo Stuckert/PT

O grupo Prerrogativas promoveu, em 19 de dezembro de 2021, num famoso restaurante de carnes de São Paulo, um jantar em homenagem ao ex-presidente Lula (PT).

O evento marcou a primeira aparição pública do ex-presidente e de Geraldo Alckmin juntos em meio às notícias de que o ex-governador paulista deverá ser vice do petista este ano.

O jantar reuniu cerca de 500 pessoas, entre políticos, advogados e empresários, e foi bancado com cobrança de ingresso de R$ 500 para algumas pessoas.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Os dois maiores doadores do evento foram o banco BTG Pactual e a operadora de planos de saúde Qsaúde, que tem o empresário José Seripieri Junior como sócio. Cada empresa doou cerca de R$ 50 mil.

A doação do BTG foi viabilizada por um dos advogados do banco que integra o Prerrogativas. O banco é controlado por André Esteves, empresário que tem bom trânsito com ministros de Jair Bolsonaro.

Já a da Qsaúde foi obtida por intermédio do advogado Marco Aurélio Carvalho, atual coordenador do Prerrogativas e um dos principais entusiastas da candidatura de Lula.

Os recursos arrecadados foram doados para a campanha “Tem Gente com Fome”. Ao todo, o evento doou R$ 300 mil para a campanha, liderada pelo “Coalizão Negra por Direitos”.

Em nota após a publicação da matéria, o BTG Pactual reforçou que sua doação não foi para bancar o jantar, e sim diretamente para a campanha “Tem Gente com Fome”.

“A totalidade dos recursos doada pelo BTG foi direcionada para a campanha e não tem absolutamente nenhuma relação com financiamento do evento noticiado ou com qualquer partido político”, informou o banco.

Seripieri também reforçou que os recursos foram doados por meio da empresa da qual é sócio e que os recursos foram destinados integralmente à campanha “Tem Gente com Fome”.

Mais lidas
Últimas notícias