Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Aliados de Lula tentam apagar incêndio com Geraldo Alckmin

Aliados de Lula agem para minimizar notícia de que Geraldo Alckmin estaria preocupado com possível revogação da reforma trabalhista

atualizado 11/01/2022 12:16

Lula + AlckminDivulgação/ Ricardo Stuckert

Aliados do ex-presidente Lula (PT) deram início, desde a tarde dessa segunda-feira (10/1), a uma operação para tentar minimizar os estragos da notícia de que o ex-governador Geraldo Alckmin estaria preocupado com a promessa feita pelo petista de revogar a reforma trabalhista, caso seja eleito presidente este ano.

Como a coluna revelou nessa segunda em primeira mão, a preocupação foi relatada por Alckmin, nome mais cotado para ser vice de Lula na disputa, em um encontro com o presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força (SP), pela manhã, em uma padaria da cidade de São Paulo.

0

Ao dirigente do Solidariedade, Alckmin relatou que algumas entidades patronais já o teriam procurado nas últimas semanas demonstrando preocupação com as falas de Lula sobre o assunto. O ex-governador ressaltou ser contra a revogação total da reforma, aprovada durante o governo Michel Temer.

Pessoas próximas a Lula que defendem a chapa dele com Alckmin passaram a argumentar que a “preocupação” do ex-governador paulista seria, na verdade, um “interesse” em saber mais sobre a contrarreforma trabalhista feita na Espanha, defendida como modelo pelo petista.

Aliados de Lula admitem que o próprio ex-presidente e dirigentes do PT que defendem a proposta precisam explicá-la perante os políticos de centro e, principalmente, perante a sociedade. Eles prometeram enviar detalhes da proposta a Alckmin, para que o tema possa ser esclarecido.

Nesta terça-feira (11/1), Lula participa de uma reunião com políticos da Espanha para debater a contrarreforma trabalhista que está sendo feita naquele país. O encontro acontece de forma virtual e conta com participações de políticos do PSOE, partido do presidente da Espanha, Pedro Sánchez.

Mais lidas
Últimas notícias